• Loja
  • Blog FNAC
Tecnologia / Apple

20 anos de Apple, 7 toques de génio

ExpertFnac
Por ExpertFnac
Em 06/02/2018
477
20 anos de Apple, 7 toques de génio

 

apple

 

As últimas duas décadas da Apple foram inauguradas com o nascimento do iMac, em 1998, e, a partir daí, foi sempre a subir – do iPod ao Apple Watch, passando pelo iPhone, iPad e MacBook Pro, a Apple marcou os últimos 20 anos com inúmeros toques de génios. Estes são os principais.


imaciMac (1998) 

Também conhecido como o iMac G3, este computador desktop foi revolucionário – a forma oval e o plástico translúcido trouxeram um quê de inovação ao Mac, o primeiro computador da Apple totalmente dedicado ao utilizador e à sua experiência de navegação, e que por isso é ainda hoje relembrado como o produto que salvou a companhia da maçã da ruína financeira. Depois do iMac, a Apple não só recuperou como afirmou o seu estatuto de marca orientada para o design, manifestando-se através do minimalismo e da simplicidade – conceitos que ainda hoje destacam os seus produtos. 

Hoje, os iMacs são perfeitos para quem quiser trabalhar com o mais elevado equipamento de computação. O iMac Pro cinzento sideral, por exemplo, é uma bomba com 1TB de disco SSD, 32GB de RAM, processador Intel® Xeon® W 8-Core e uma placa gráfica AMD Radeon Pro Vega 56. Ou seja, tudo o que seja gaming, vídeo, imagem, 3D... o iMac corre tudo sem tremer. 

 

ipodiPod (2001) 

Em outubro de 2001, a realidade da indústria da música – bem como a forma como todos ouvimos música – mudou para sempre, graças ao lançamento de um pequeno gadget que cabia na palma de uma mão – o iPod. Desde o pormenor do scroll central ao mini-ecrã, tudo neste dispositivo foi um passo em frente. Ergonómico, facílimo de usar e a possibilidade de levarmos uma colecção álbuns no bolso – as vantagens do iPod fizeram da Apple o único player entre dispositivos de música portátil.



 

iphoneiPhone (2007) 

2007 foi ano em que a Apple reinventa o telemóvel, dando origem a toda uma nova realidade de dispositivos – os smartphones. Antes de apresentar o dispositivo, Steve Jobs terá dito, no dia 9 de janeiro de 2007, que a Apple iria anunciar não um, mas três produtos de classe revolucionária, daqueles produtos que, à semelhança do Mac e do iPod, mudariam o mundo: um iPod widescreen táctil, um telemóvel completamente novo, e uma forma revolucionária de usar Internet. Três coisas, num só dispositivo. E daí nasce a frase: “Today, Apple reinvents the phone.” 

Se já estiver na altura de trocar de iPhone, podes dar uma olhadela nas melhores oportunidades do mercado. O iPhone 7, por exemplo, é uma máquina excelente e é uma extraordinária opção de preço qualidade – graças à entrada do iPhone 8 e do iPhone X no mercado. 

Vejam a apresentação do primeiro iPhone aqui:

 

 

macbook airMacBook Air (2008) 

O primeiro portátil com menos de 2 centímetros de espessura – algo nunca sequer imaginável na altura –, e Steve Jobs retira-o de dentro de um envelope, enaltecendo assim não apenas a espessura finíssima, mas também a leveza. Nunca um portátil foi tão portátil, pelo que se pode dizer que há um antes e depois do MacBook Air – de referir ainda que o design deste MacBook tem, ainda hoje, uma lata influência em toda a indústria de portáteis. 

Se quiseres um portátil competente e que consigas levar para qualquer lado, o mais recente MacBook Air não te vai deixar ficar mal. Tem especificações técnicas de topo – Intel® Core™ i5 Dual Core, 8GB de RAM e um disco SSD de 128GB –, mas não deixa de ser um computador de mobilidade.

Vejam a apresentação, a partir dos 51 minutos, aqui: 

 

 

ipadiPad (2010) 

O dispositivo sem o qual os portáteis híbridos nunca teriam existido. O iPad chegou com o objetivo de superar os portáteis e os smartphones nestes campos: navegação, fotografia, vídeo, música, gaming e eBooks. Mais do que qualquer coisa, a acessibilidade e estrutura dos iPads permitiram-nos perceber que o elemento mais essencial da nossa utilização virtual é um ecrã – a chave é fazer com que todas as tarefas se adaptem a ele. 

Hoje, o melhor destes dispositivos é o iPad Pro, disponível com um excelente ecrã de 10,5 e 12,9 polegadas, ambos com 256GB de memória interna 8ou 64GB) e com um super-processador A10X Fusion – uma ferramenta perfeita para todas as tarefas de navegação, pesquisa e media (vídeo, imagem…).


 

macbook pro touch barMacBook Pro Touch Bar (2016) 

Um pequeno pormenor que radicaliza a interação com o MacBook Pro. A Touch Bar é um filamento OLED de vidro e multi-touch que te permite acesso instantâneo a inúmeras ferramentas. Na verdade, esta barra é quase uma peça de inteligência artificial, uma vez que muda automaticamente em função do que o utilizador estiver a fazer, sugerindo assim as opções mais relevantes/adequadas para o contexto. Dá muito jeito para edição de vídeo e imagem, mas também para quem usa muito o portátil para escrever.

Não penses que este é apenas mais um portátil, pois a Apple tem um MacBook Pro preparado para uso profissional: o modelo de 15 polegadas aguenta transmissão em 5K e conta com um processador Intel Core i7, 256GB SSD e 16GB de RAM – um monstro, portanto. 



iphone xiPhone X

O smartphone que quebrou com todas as barreiras. Tem o melhor ecrã do mercado – 2436 x 1125 pixeis de resolução –, Super Retina HD, OLED, True Tone e HDR, 256GB de memória interna e um mega processador A11 Bionic, 64-bit. 

Além disso, a câmara do iPhone vem com uma grande angular com f\1.8 de abertura, zoom ótico, estabilização ótica de imagem, e a câmara frontal é disruptivo com o novo modo retrato. Escusado será dizer que o Face ID é um mecanismo revolucionário que cruza o reconhecimento facial com o face mapping – para juntar o útil ao engraçado.




© imagem de destaque:  https://hackernoon.com/the-age-of-apple-is-over-b4570e2a2955


A tua nota : Je détesteJe n'aime pasCa vaJ'aimeJ'adore
Atenção Ocorreu um erro, por favor, tenta novamente mais tarde.