A Distinção

BOURDIEU, PIERRE (Autor) Pierre Bourdieu (Autor) Uma Crítica Social da Faculdade do Juízo Lançado em maio de 2010 Edição em Português
    A Distinção_0
    A Distinção
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento maio 2010
      Editor Edições 70
      Coleção História & Sociedade

      Ver todas as características

    • «Contra o discurso nem verdadeiro nem falso, nem verificável nem falsificável, nem teórico nem empírico, que, tal como Racine não falava de vacas, mas de vitelos, não pode falar do salário mínimo ou das camisas interiores da classe operária, mas apenas do “modo de produção” e do “proletariado” ou dos “papéis” e das “atitudes” da lower middle class, não basta demonstrar; é preciso mostrar, objectos e até pessoas, fazer tocar com o dedo – o que não significa mostrar com o dedo, apontar –, e tentar assim forçar o regresso do... Ver mais

    • 32,90 € 26,32 €

      Apenas 2 em stock

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial A Distinção

    • Promoção Christmas Deals
    PROMOÇÃO CHRISTMAS DEALS: 20% a 50% desconto imediato em Todos os Livros, incluindo Novidades.
    Promoção exclusiva online válida de 16 a 18 de dezembro 2019.
    'Iniciativa promocional nos termos do regime jurídico do preço fixo do livro', de acordo com a alínea b) do n.º 2 do artigo 14.º da Lei do Preço Fixo do Livro (LPFL).
    Aplicável nos artigos assinalados, vendidos pela Fnac.pt (exclui eBooks, Operação Nariz Vermelho e Marketplace).
    Limitado ao stock existente, não acumulável com outras promoções nem com os 10% desconto imediato em livros para aderentes Cartão Fnac.

    Descrição A Distinção

    «Contra o discurso nem verdadeiro nem falso, nem verificável nem falsificável, nem teórico nem empírico, que, tal como Racine não falava de vacas, mas de vitelos, não pode falar do salário mínimo ou das camisas interiores da classe operária, mas apenas do “modo de produção” e do “proletariado” ou dos “papéis” e das “atitudes” da lower middle class, não basta demonstrar; é preciso mostrar, objectos e até pessoas, fazer tocar com o dedo – o que não significa mostrar com o dedo, apontar –, e tentar assim forçar o regresso do recalcado, negando a negação sob todas as suas formas, cuja menor não é o radicalismo hiperbólico de determinado discurso revolucionário.»

    Características detalhadasA Distinção

    OUTRAS OBRAS de BOURDIEU, PIERRE

    Ver também