A Guerra Não Tem Rosto de Mulher

Svetlana Alexievich (Autor) Lançado em setembro de 2016 Edição em Português
    • A Guerra Não Tem Rosto de Mulher_0
    A Guerra Não Tem Rosto de Mulher

    Venda o seu A Guerra Não Tem Rosto de Mulher com apenas alguns cliques,
    em fnac.pt

    1. Vende o teu produto
    2. Um cliente compra o teu produto
    3. Envia o teu produto
    4. Recebe o pagamento
    Passar para conta Pro!
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento setembro 2016
      Editor Elsinore

      Ver todas as características

    • Nesta obra-prima, a Prémio Nobel de Literatura 2015 dá voz a centenas de mulheres que revelam pela primeira vez a perspetiva feminina da Segunda Guerra Mundial.O número de mulheres combatentes no Exército Vermelho chegou quase a um milhão, mas a sua história nunca foi contada. Este livro, marcado pelo estilo pungente de Svetlana Alexievich, apresenta testemunhos de mais de 200 jovens russas que passaram de filhas, mães, irmãs e noivas a atiradoras, condutoras de tanques ou enfermeiras em hospitais de campanha. O seu relato... Ver mais

    • Vendido pela Fnac  18,89 €
    • 1 novo desde 19 €  
    • 19 €

      Disponível

      Envio normal : 2,99 €

      Envio com Tracking : 4,44 €

      Envio Contra Assinatura : 4,79 €

      Wolferine
      (Vendedor profissional)
      2297 venda(s)
      Estado do produto
      Novo
      País de expedição
      Portugal Continental
      Prazo médio de entrega
      Entre 2 e 3 dias úteis
      Taxa de aceitação
      97,33%

      Comentários do vendedor :

      Artigo Novo.Prazo de entrega: 2-3 dias úteis

      Todas as ofertas
      • 19 € Custos de envio +2,99 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        Wolferine
        (2297)
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição A Guerra Não Tem Rosto de Mulher

    Nesta obra-prima, a Prémio Nobel de Literatura 2015 dá voz a centenas de mulheres que revelam pela primeira vez a perspetiva feminina da Segunda Guerra Mundial.

    O número de mulheres combatentes no Exército Vermelho chegou quase a um milhão, mas a sua história nunca foi contada. Este livro, marcado pelo estilo pungente de Svetlana Alexievich, apresenta testemunhos de mais de 200 jovens russas que passaram de filhas, mães, irmãs e noivas a atiradoras, condutoras de tanques ou enfermeiras em hospitais de campanha. O seu relato não é uma história de guerra, nem de combate; é uma história de mulheres e homens catapultados «da sua vida simples para a profundeza épica de um enorme acontecimento». Em que pensavam? De que tinham medo? Como foi aprender a matar?
    É sobre isto que estas mulheres falam, mostrando uma faceta do conflito sobre a qual não se escreve. Descrevem a sujidade e o frio, a fome e a violência sexual, a angústia e a sombra permanente da morte.

    "A Guerra Não Tem Rosto de Mulher", a marcante obra de estreia de Svetlana Alexievich, foi originalmente publicada em 1985, depois de quatro anos de pesquisa e entrevistas. Esta edição corresponde ao texto fixado em 2002, quando a autora reescreveu o livro e incluiu novos excertos com uma força que, antes, a censura não lhe tinha permitido mostrar.

    Escolhas dos nossos vendedores

    ANA ROCHA FNAC Almada

    A GUERRA NÃO TEM ROSTO DE MULHER. SVETLANA ALEXIEVICH

    O livro "A Guerra não tem rosto de mulher" de Svetlana Alexievich, prémio nobel da literatura de 2015, é o relato de quatro anos de pesquisas e entrevistas a dezenas de mulheres, de forma a mostrar as perspetivas de vozes femininas de combatentes soviéticas na II Guerra Mundial.

    Ana Lopes FNAC Leiria

    A Guerra Não tem Rosto de Mulher. Livro de Svetlana Alexievich

    As vozes femininas das combatentes soviéticas da II Guerra Mundial, ignoradas, caladas e abafadas durante décadas, têm neste livro o devido reconhecimento e valorização. Com relatos das próprias, torna-se um livro incontornável para fazer o retrato de uma guerra onde a vitória é agridoce.

    Características detalhadasA Guerra Não Tem Rosto de Mulher

    • Autor Svetlana Alexievich
    • Editor Elsinore
    • Data de lançamento setembro 2016
    • EAN 978-9898843579
    • ISBN 9789898843579
    • Dimensões 15 x 22 cm
    • Nº Páginas 400
    • Encadernação Capa mole

    OUTRAS OBRAS de Svetlana Alexievich

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES A Guerra Não Tem Rosto de Mulher

    Condições de Utilização
    5/5
    • 1
      0
    • 2
      0
    • 3
      0
    • 4
      0
    • 5
      1
    5 A perspectiva das mulheres que combateram na 2ª Guerra Mundial do lado soviético. Um livro duro e obrigatório Publicado em 28 nov 2016

    Inicialmente publicado em 1985, A Guerra Não Tem Rosto de Mulher, de Svetlana Alexievich, Nobel da Literatura em 2015, surge agora reeditado com excertos e novos elementos que foram censurados na época. A Guerra Não Tem Rosto de Mulher é um de cinco livros que compõem a colectânea Vozes da Utopia, em que a autora passa a texto centenas de conversas que, no caso deste livro foram com mulheres que combateram do lado soviético na 2ª Guerra Mundial. Foram perto de 200, as mulheres com quem Svetlana Alexievich conversou para recolher testemunhos sobre a sua experiência na guerra. Com a adaptação da autora, ficamos a conhecer uma visão da guerra que poucas vezes nos é apresentada: a das mulheres. Das mulheres que participaram na guerra. Percebemos que participaram, na sua maioria, porque queriam defender a Pátria da invasão alemã. E queriam combater na linha da frente, não se conformavam com funções de rectaguarda ou de apoio. Ocuparam praticamente todas as posições de combate, de snipers a enfermeiras, ou até condutoras de tanques e carregaram pesos que mesmo os homens teriam dificuldade. Partiam tão novas para a guerra, por vezes até fugindo de casa com 16/17 anos, que chegaram inclusivamente a crescer enquanto combatiam. A visão crua que este livro nos traz da guerra, com detalhes, cheiros, sentimentos, pouco usuais em relatos de guerra faz deste livro uma obra imperdível para quem quer conhecer o que se passou num período tão negro, e ao mesmo tempo tão recente, da história. Svetlana Alexievich escreve com recurso a frases curtas. Curtas mas pujantes. Muitas requerem uma reflexão, por si só. A atribuição do Nobel à escritora ucraniana em 2015 não foi consensual, por os seus livros não serem obras de ficção. Mas a história encarregou-se de escrever um guião que a mente mais criativa dificilmente teria escrito. Um livro duro e obrigatório.


     Este comentário foi útil?

    Ver também