A Menina que Vivia no País Azul

Antónia Costa Rodrigues (Autor) COSTA RODRIGUES, ANTONIA (Autor) Lançado em junho de 2012 Edição em Português
    A Menina que Vivia no País Azul_0
    A Menina que Vivia no País Azul
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento junho 2012
      Editor Chiado Books
      Coleção Recreio

      Ver todas as características

    • Esta história convida-nos a viajar ao sonho desta Menina. Com ela regressamos à infância que habita dentro de nós. A infância que por vezes adormece em segredo mas que a voz desta Menina desperta com novos sinais de esperança, porque hoje "já não cheira às brincadeiras do faz de conta". Sem limites, deslumbra-nos e faz-nos voar à procura de horizontes por descobrir e de pequenas coisas que nos definem. Brincar às cores é um apelo à energia dos afectos, que a Menina abraça, com a certeza que o colo lhe dá sabedoria e o... Ver mais

    •   1 usado ou recondicionado desde 6 €
    • 6 €

      Disponível

      Envio normal : 2,99 €

      Envio com Tracking : 4,44 €

      Envio Contra Assinatura : 4,79 €

      Kaligrama
      (Vendedor profissional)
      151 venda(s)
      Estado do produto
      Segunda mão - Como novo
      País de expedição
      Portugal Continental
      Taxa de aceitação
      99,41%

      Comentários do vendedor :

      Em regra os nossos livros têm apenas com ligeiro manuseio, sem defeitos, vincos ou rasuras. Os exemplares com mais uso ou marcas pessoais estarão devidamente assinalados. Disponibilizamos fotos a pedido.

      Todas as ofertas
      • 6 € Custos de envio +2,99 €
        Disponível
        Segunda mão - Como novo
        Pro
        Kaligrama
        (151)
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição A Menina que Vivia no País Azul

    Esta história convida-nos a viajar ao sonho desta Menina. Com ela regressamos à infância que habita dentro de nós. A infância que por vezes adormece em segredo mas que a voz desta Menina desperta com novos sinais de esperança, porque hoje "já não cheira às brincadeiras do faz de conta". Sem limites, deslumbra-nos e faz-nos voar à procura de horizontes por descobrir e de pequenas coisas que nos definem. Brincar às cores é um apelo à energia dos afectos, que a Menina abraça, com a certeza que o colo lhe dá sabedoria e o encanto da descoberta, porque perdemos o sabor do tempo e quando procuramos os afetos nunca sabemos onde é que eles estão. Cóia

    Características detalhadasA Menina que Vivia no País Azul

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES A Menina que Vivia no País Azul

    Condições de Utilização