A Obra Integral de Jacques Tati - Versões Restauradas

Jacques Tati (Realizador(es)) Jacques Tati (Actor(es)) Inclui 6 Longa Metragens e 7 Curtas Metragens
    • A Obra Integral de Jacques Tati - Versões Restauradas_0
    A Obra Integral de Jacques Tati - Versões Restauradas

    Venda o seu A Obra Integral de Jacques Tati - Versões Restauradas com apenas alguns cliques,
    em fnac.pt

    1. Vende o teu produto
    2. Um cliente compra o teu produto
    3. Envia o teu produto
    4. Recebe o pagamento
    Passar para conta Pro!
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Vendido pela Fnac  30 €
    •   1 usado ou recondicionado desde 29,99 €
    • 41,90 € 30 €

      Encomenda ao editor, entrega em 1 a 2 semanas

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Resumo A Obra Integral de Jacques Tati - Versões Restauradas

    O cinema de Jacques Tati teve desde sempre uma estreita relação com a ilustração. A Leopardo Filmes lançou um desafio a seis ilustradores (Sara-a-dias, Marta Monteiro, Catarina Sobral, João Fazenda, André Letria, Madalena Matoso) para criarem novos cartazes para as seis longa metragens.

     

     

     

    Há Festa na Aldeia (Jour de Fête, 1949)

    Numa pequena aldeia do centro de França é dia de festa: os feirantes chegam à praça com as suas rulotes, carroças, carros, cestas, carrosséis, lotarias, fanfarras. Instala-se um cinema ambundante. É ocasião para os aldeões descobrirem um documentário sobre as proezas dos correios na América. Ridicularizado por toda a aldeia, François o carteiro, decide aprender a executar o seu trabalho “à americana”.

     

    As Férias do Sr. Hulot (Les Vacances de Monsieur Hulot, 1953)

    Hôtel de la Plage, costa atlántica, Verão: as pessoas pousam as malas calmamente. Ao longe, o som incomodativo de um carro ruidoso. Ao volante, um veraneante pouco comum. É o senhore Hulot, que para gáudio das crianças, semeia involuntariamente o terro nesta pequena sociedade de veraneantes demasiado sérios.

     

    O Meu Tio (Mon Oncle, 1958)

    O senhor e a senhora Arpel têm uma casa moderna num quarteirão asséptico. Na casa deles é tudo novo: o jardim é novo, a casa é nova, os livros são novos. Neste universo tão confortável, tão clean, tão hich-tech, tão bem programado, o filho Gérard aborrece-se de morte. É então que irrompe o irmão da senhora, o tio, o Sr. Hulot. Personagem inadaptada, habituada ao seu mundo caloroso, vai, para delírio do sobrinho, virar tudo de pernas para o ar.

     

    Playtime – Vida Moderna (Playtime, 1967)

    Na era das «Economic Air Lines», turistas americanos efectuam uma viagem organizada. O programa é composto pela visita de uma capital por dia. Quando chegam a Paris, apercebem-se que o aeroporto é exactamente igual àquele de onde partiram de Roma, que as ruas são como as de Hamburgo e que os candeeiros de rua se parecem estranhamente aos de Nova Iorque. Pouco a pouco encontram os franceses, entre os quais, o Sr. Hulot.

     

    Trafic – Sim, Sr. Hulot (Trafic, 1971)

    A sociedade automobilística francesa Altra quer fazer-se vingar no salão Automóvel de Amesterdão com um protótipo engenhoso de caravana desenhado pelo Sr. Hulot. Este irá acompanhar, juntamente com Maria, a jovem e mimada relações públicas da empresa, o camião onde o protótipo seguirá até Amesterdão. Nesta viagem irão surgir uma série de peripécias que atrasarão a chegada e mudarão a postura de Maria para com os que a rodeiam.

     

    Parade (Parade, 1974)

    Ao longo de “Parade”, adultos e jovens formam uma massa entusiástica, unida pelo espectáculo à sua frente. Desde o início, duas crianças demonstram, através de trocas de olhar, a alegria de estarem juntos. O público participa directamente no espectáculo de circo e music-hall enquanto Tati, o mestre de cerimónias, dirige e anima esta representação.

     

     

    E ainda as 7 curtas-metragens:

    - Procura-se Brutamontes (1934, 23 mins)
    - Domingo Animado (1935, 22 mins)
    - Cuida do Teu Gancho Esquerdo (1936, 13 mins)
    - A Escola dos Carteiros (1946, 16 mins)
    - As Aulas Nocturnas (1967, 30 mins)
    - Especialidade da Casa (1976, 12 mins)
    - Força, Bastia (1978, 26 mins)

    Comentário dos nossos experts em Música A Obra Integral de Jacques Tati - Versões Restauradas

    Características detalhadasA Obra Integral de Jacques Tati - Versões Restauradas

    OUTRAS OBRAS de Jacques Tati

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES A Obra Integral de Jacques Tati - Versões Restauradas

    Condições de Utilização
    5/5
    • 1
      0
    • 2
      0
    • 3
      0
    • 4
      0
    • 5
      1
    Opiniões Verificadas
    5 Mt prático Publicado em 07 abr 2019

    Top td como deve ser...nada falhou


     Este comentário foi útil?

    Ver também