A Vénia de Portugal ao Regime dos Banqueiros

José Gomes Ferreira (Autor) Lançamento a 26 setembro 2017 Edição em Português
    • A Vénia de Portugal ao Regime dos Banqueiros_0
    A Vénia de Portugal ao Regime dos Banqueiros
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento 26/09/2017
      Editor Oficina do Livro

      Ver todas as características

    • Em dez anos de crise bancária a classe política portuguesa começou por nacionalizar e garantir bancos falidos; mudou de posição prometendo obrigar os banqueiros e os investidores a pagar pelos seus erros.  Mas na fase final, o Governo, a Presidência da República, o Parlamento e o Banco de Portugal acabaram por contornar o passado e obrigaram os contribuintes a assumir de novo praticamente todos os custos. 
      As consequências do regime político que Ricardo Salgado moldou à sua maneira, com o apoio dos outros...
      Ver mais

    • Vendido pela Fnac  9,54 €
    • 3 novos desde 15,11 €  
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial A Vénia de Portugal ao Regime dos Banqueiros

    • PROMOÇÃO NATAL: LIVROS
    NATAL FNAC Até 50% desconto imediato numa seleção de mais de 500 Livros. Desconto exclusivo online.
    Promoção válida de 7 de novembro de 2019 a 6 de janeiro de 2020.
    Limitado ao stock existente e aplicável apenas nos artigos assinalados vendidos pela Fnac.pt (exclui Marketplace e eBooks).
    Não acumulável com outras campanhas ou promoções nem com os 10% desconto imediato em livros para aderentes Cartão Fnac.

    Resumo A Vénia de Portugal ao Regime dos Banqueiros

    Em dez anos de crise bancária a classe política portuguesa começou por nacionalizar e garantir bancos falidos; mudou de posição prometendo obrigar os banqueiros e os investidores a pagar pelos seus erros. Mas na fase final, o Governo, a Presidência da República, o Parlamento e o Banco de Portugal acabaram por contornar o passado e obrigaram os contribuintes a assumir de novo praticamente todos os custos. As consequências do regime político que Ricardo Salgado moldou à sua maneira, com o apoio dos outros banqueiros, voltaram a pesar fortemente nos bolsos dos portugueses, que são obrigados a pagar as dívidas deixadas na banca nacional pelo menos durante os próximos 40 anos. Uma história em que nenhum político, regulador ou banqueiro é inocente, mas uns são mais culpados do que outros.

    Mais Informações A Vénia de Portugal ao Regime dos Banqueiros

    Em dez anos de crise bancária a classe política portuguesa começou por nacionalizar e garantir bancos falidos; mudou de posição prometendo obrigar os banqueiros e os investidores a pagar pelos seus erros.  Mas na fase final, o Governo, a Presidência da República, o Parlamento e o Banco de Portugal acabaram por contornar o passado e obrigaram os contribuintes a assumir de novo praticamente todos os custos. 
    As consequências do regime político que Ricardo Salgado moldou à sua maneira, com o apoio dos outros banqueiros, voltaram a pesar fortemente nos bolsos dos portugueses, que são obrigados a pagar as dívidas deixadas na banca nacional pelo menos durante os próximos 40 anos.  Uma história em que nenhum político, regulador ou banqueiro é inocente, mas uns são mais culpados do que outros. 

    Características detalhadasA Vénia de Portugal ao Regime dos Banqueiros

    • Autor José Gomes Ferreira
    • Editor Oficina do Livro
    • Data de lançamento 26/09/2017
    • EAN 978-9897418358
    • ISBN 9789897418358
    • Dimensões 15,5 x 23,5 cm
    • Nº Páginas 296
    • Encadernação Capa mole

    CARACTERÍSTICAS DO EBOOK

    • Formato ePub
    • Editor Oficina do Livro
    • Data de lançamento setembro 2017
    • EAN 9789897418365
    QUE FORMATO PARA O MEU EBOOK?

    OUTRAS OBRAS de José Gomes Ferreira

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES A Vénia de Portugal ao Regime dos Banqueiros

    Condições de Utilização

    Ver também