A Verdade Invisível

Paulo Cunha (Autor) Lançado em maio de 2015 Edição em Português
    A Verdade Invisível_0
    A Verdade Invisível
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento maio 2015
      Editor Chiado Books
      Coleção Viagens na Ficção

      Ver todas as características

    • Havia uma estranha envolvência naquela noite glacial de Dezembro. Cinco minutos antes das onze da noite, o funcionário de uma universidade abeira-se da sala A9. Sobressaltou-se com aquela tranquilidade desconhecida e sem conseguir evitar, sentiu um prenúncio de tragédia a descer sobre ele, como um arrepio de frio involuntário. Usando a sua chave, introduziu-se naquele espaço fechado. Ao observar ao fundo, junto ao quadro, aquela figura imóvel com a cabeça encostada para trás a olhar para o infinito, suspeitou do pior.... Ver mais

    • Vendido pela Fnac  13,50 €
    • 1 novo desde 15 €  
    • 15 €

      Disponível

      Envio normal : 2,99 €

      Envio com Tracking : 4,44 €

      Envio Contra Assinatura : 4,79 €

      CHIADO BOOKS
      (Vendedor profissional)
      281 venda(s)
      Estado do produto
      Novo
      País de expedição
      Portugal Continental
      Prazo médio de entrega
      Entre 3 e 4 dias úteis
      Taxa de aceitação
      96,28%

      Comentários do vendedor :

      Entrega até 4 dias úteis

      Todas as ofertas
      • 15 € Custos de envio +2,99 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        CHIADO BOOKS
        (281)
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição A Verdade Invisível

    Havia uma estranha envolvência naquela noite glacial de Dezembro. Cinco minutos antes das onze da noite, o funcionário de uma universidade abeira-se da sala A9. Sobressaltou-se com aquela tranquilidade desconhecida e sem conseguir evitar, sentiu um prenúncio de tragédia a descer sobre ele, como um arrepio de frio involuntário. Usando a sua chave, introduziu-se naquele espaço fechado. Ao observar ao fundo, junto ao quadro, aquela figura imóvel com a cabeça encostada para trás a olhar para o infinito, suspeitou do pior. Amedrontado, aproximou-se do professor, teceu um comentário de circunstância e não obtendo nenhuma resposta, tocou-lhe deferente no ombro, mas ele continuou naquele estranho estado hipnótico.
    Com o relógio a contar, entra em cena Apolo Silveira de Saraiva. No antinómico que sobreveio e condicionado momentaneamente pelas circunstâncias que encontrou no terreno, pensou que estava preparado para aquele momento, para toda a verdade dos factos. Afinal, descobriu amargurado que não suportava demasiada realidade. A verdade invisível de uma história de vida desnuda as próprias certezas. E, no decurso daquela investigação descobriu que os velhos pecados têm sempre sombras grandes. Com efeito, quando o presente tenta analisar o passado, perde sempre o futuro.

    Características detalhadasA Verdade Invisível

    OUTRAS OBRAS de Paulo Cunha