António e Cleópatra

William Shakespeare (Autor) Lançamento a 31 julho 2018 Edição em Português
    António e Cleópatra_0
    António e Cleópatra
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento 31/07/2018
      Editor Relógio d'Água
      Coleção Projecto Shakespeare

      Ver todas as características

    • «A aparição de Cleópatra diante de António no Cidno evidencia a consciência de que o seu poder depende de imagens e da eficácia que consiga convocar para a representação de si. Daí resultarão várias formas de ambivalência na caracterização de Cleópatra. O espaço egípcio é uma extensão da própria Cleópatra, cujo estatuto real lhe permite ser apostrofada como “Egipto”; e um dado da construção desse espaço que integra a configuração trágica — ou seja, que contribui para tornar inevitável o desastre — é a insistência da... Ver mais

    • 17 €
      15,30 €

      Apenas 1 em stock

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
      Ofertas neste produto
      Promoção Adesão Gratuita Cartão FNAC
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    2 ofertas especiais António e Cleópatra

    • Vantagem Aderente: 10% Desconto imediato
    • Promoção Adesão Gratuita Cartão FNAC
    10% desconto imediato em livros
    O Cartão Fnac dá-te 10% desconto imediato sobre o preço de editor, não acumulável com outras promoções.
    O Programa de Fidelização FNAC tem uma comissão de 15€ (a cada 3 anos). Oferta da comissão (3 anos) válida para novas adesões ao Cartão FNAC de Fidelidade em fnac.pt, de 3 a 6 dezembro de 2019. Oferta exclusiva fnac.pt.

    Mais Informações António e Cleópatra

    «A aparição de Cleópatra diante de António no Cidno evidencia a consciência de que o seu poder depende de imagens e da eficácia que consiga convocar para a representação de si. Daí resultarão várias formas de ambivalência na caracterização de Cleópatra. O espaço egípcio é uma extensão da própria Cleópatra, cujo estatuto real lhe permite ser apostrofada como “Egipto”; e um dado da construção desse espaço que integra a configuração trágica — ou seja, que contribui para tornar inevitável o desastre — é a insistência da rainha em moldar o real de uma forma que lhe resulte gratificante: se não puder fazê-lo pela intervenção activa no plano da factualidade, servindo de modo consequente os seus interesses, Cleópatra fá-lo-á ao nível do discurso, promovendo uma ficção que venha substituir circunstâncias menos conformes com a sua auto-re­pre­sen­tação. Dessa perspectiva, atente-se na sua vontade […] de matar o portador de más novas (o mensageiro que a vem informar do casamento de António com Octávia), momento este que terá o seu contraponto útil quando o mesmo mensageiro for premiado por ter aprendido a ser lisonjeiro — descrevendo então Octávia tão […] negativamente quanto a vaidade de Cleópatra o exigir.»
    Da Introdução

    Características detalhadasAntónio e Cleópatra

    OUTRAS OBRAS de William Shakespeare

    Ver também