As Artes Navais para a Conquista de Lisboa aos Mouros em 1147

Joaquim Ferreira da Silva (Autor) Edição em Português
    • As Artes Navais para a Conquista de Lisboa aos Mouros em 1147_0
    As Artes Navais para a Conquista de Lisboa aos Mouros em 1147

    Venda o seu As Artes Navais para a Conquista de Lisboa aos Mouros em 1147 com apenas alguns cliques,
    em fnac.pt

    1. Vende o teu produto
    2. Um cliente compra o teu produto
    3. Envia o teu produto
    4. Recebe o pagamento
    Passar para conta Pro!
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Editor Chiado Books

      Ver todas as características

    • As actividades marítimas, no estuário do Tejo, não se iniciaram com os barcos dos cruzados que vieram auxiliar D. Afonso Henriques na conquista de Lisboa aos mouros.Muitos anos antes diversos povos que o demandaram fizeram do rio e das povoações que cresceram nas suas margens, pólos de actividades marítimas . Nos anos que antecederam a conquista de Lisboa, pelo nosso primeiro rei, os mouros ali estabelecidos, desde o século IX, já tinham ligações marítimas frequentes entre o estuário e o Norte de África.Antes deles o Tejo... Ver mais

    • Vendido pela Fnac  
    • 1 novo desde 12 €  
    • Todas as ofertas
      • 12 € Custos de envio +2,99 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        CHIADO BOOKS
        (66)
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição As Artes Navais para a Conquista de Lisboa aos Mouros em 1147

    As actividades marítimas, no estuário do Tejo, não se iniciaram com os barcos dos cruzados que vieram auxiliar D. Afonso Henriques na conquista de Lisboa aos mouros.

    Muitos anos antes diversos povos que o demandaram fizeram do rio e das povoações que cresceram nas suas margens, pólos de actividades marítimas . Nos anos que antecederam a conquista de Lisboa, pelo nosso primeiro rei, os mouros ali estabelecidos, desde o século IX, já tinham ligações marítimas frequentes entre o estuário e o Norte de África.

    Antes deles o Tejo fora demandado pelos romanos e em suas margens há imensos vestígios dessa civilização. Scalabis (Santarém) é um desses históricos vestígios.

    Os historiadores admitem mesmo que embarcações gregas (século XIV AC) e fenícias (século X AC) possam ter escalado o Tejo muito antes do início da era cristã.

    Pela mesma época histórica o Tejo recebeu muitas embarcações cartaginesas.

    Mas foi com a conquista de Lisboa aos mouros que os portugueses fizeram desta cidade a sua capital e nela se desenvolveram os arsenais, os estaleiros, os armazéns eas escolas de náutica que os levaram à grandeza marítima, oceanos fora, hoje por todos reconhecida.

    A história mostrou- nos que Lisboa enquanto local habitável, e o Tejo a ligar ao mar, será sempre um grande pólo de actividades marítimas.

    Características detalhadasAs Artes Navais para a Conquista de Lisboa aos Mouros em 1147

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES As Artes Navais para a Conquista de Lisboa aos Mouros em 1147

    Condições de Utilização

    Ver também