Bastardia

Hélia Correia (Autor) Edição em Português
    • Bastardia_0
    Bastardia
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Editor Relógio d'Água
      Coleção Ficção Portuguesa

      Ver todas as características

    • «Moisés sentia a estranha comoção que transtornava os tios. Na cozinha, as mulheres retomavam o silêncio com que, a princípio, o tinham recebido. E as conversas na cavalariça, sendo os dias tão curtos, resultavam mais apressadas. Pouco conseguia que os fregueses falassem sobre o mar. No entanto, ele já se acostumara a servir-se dos próprios pensamentos. Imaginava o dia do encontro com aquele grande azul que se estendia, semelhante a um prado que florisse. A obsessão tomara conta dele como alguém que o tivesse sequestrado.... Ver mais

    • 10,10 € 8,08 €

      Apenas 1 em stock

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial Bastardia

    • PROMOÇÃO FLASH SALES
    PROMOÇÃO FLASH SALES: Até -60% numa seleção de artigos de Tecnologia, Livros e Entretenimento.
    Promoção válida de 15 a 18 de novembro de 2019.
    Aplicável nos artigos assinalados (exclui Marketplace, eBooks e Pré-Vendas).
    Limitado ao stock existente, não acumulável com outras promoções nem com os descontos Cartão Fnac.
    Artigos de Tecnologia limitados a 2 unidades por NIF.
    A promoção em Livros, Papelaria e Gifts é exclusiva online.
    Portes grátis em todo o site em compras acima de 15€ com entregas em Portugal Continental no serviço CTT aplicável em artigos vendidos pela Fnac (exclui Marketplace).

    Descrição Bastardia

    «Moisés sentia a estranha comoção que transtornava os tios. Na cozinha, as mulheres retomavam o silêncio com que, a princípio, o tinham recebido. E as conversas na cavalariça, sendo os dias tão curtos, resultavam mais apressadas. Pouco conseguia que os fregueses falassem sobre o mar. No entanto, ele já se acostumara a servir-se dos próprios pensamentos. Imaginava o dia do encontro com aquele grande azul que se estendia, semelhante a um prado que florisse. A obsessão tomara conta dele como alguém que o tivesse sequestrado. Tudo o que via e ouvia era filtrado, enquadrado na sua perspectiva. Confiava em que os tios o levariam, tarde ou cedo, à Vieira. Não pensava que, com aquela espécie de trabalho, não desfrutavam dos prazeres do verão, quando abundavam os pedidos de cavalos e de carros abertos.»

    Características detalhadasBastardia

    OUTRAS OBRAS de Hélia Correia

    Ver também