Bronco Angel: O Cow-boy Analfabeto

    Bronco Angel: O Cow-boy Analfabeto_0
    Bronco Angel: O Cow-boy Analfabeto
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento novembro 2015
      Editor Tinta da China
    • Edição e prefácio de Carlos Vaz Marques.Livro inédito de um dos nomes incontornáveis da literatura portuguesa contemporânea, mito do jornalismo em Portugal e pai fundador do humor da segunda metade do século XX.
      Vinte anos após a morte de Fernando Assis Pacheco, a Tinta-da-china dá início à publicação da obra do poeta, cronista e jornalista português. O primeiro título é uma novela humorística escrita sob o pseudónimo William Faulkingway, com origem num folhetim publicado no jornal satírico Bisnau, na década de 1980.«Eu...
      Ver mais

    • Vendido pela FNAC  13,41 €
    • 3 novos Marketplace desde 13 €  
    • Todas as ofertas
      • 13 € Custos de envio +2,99 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        WolverineBooks
        (2948)
      • 13,95 € Custos de envio +2,99 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        WolverineBooks
        (2948)
      • 13,88 € Custos de envio +4,44 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        Imosver
        (9438)
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • Levantamento
      gratuito em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Devoluções
      gratuitas em loja

    Avaliação da FNAC

    Edição e prefácio de Carlos Vaz Marques.

    Livro inédito de um dos nomes incontornáveis da literatura portuguesa contemporânea, mito do jornalismo em Portugal e pai fundador do humor da segunda metade do século XX.
    Vinte anos após a morte de Fernando Assis Pacheco, a Tinta-da-china dá início à publicação da obra do poeta, cronista e jornalista português. O primeiro título é uma novela humorística escrita sob o pseudónimo William Faulkingway, com origem num folhetim publicado no jornal satírico Bisnau, na década de 1980.

    «Eu nasci de catorze meses, que é assim um bocadinho prematuro ao contrário, e foi por causa que a minha mãe não queria alcançar mas depois distraiu-se e o meu pai disse:
    ‘Olha, se for rapariga chama-se Custódia’, mas nasci eu. Quando eu nasci, a parteira olhou muito para mim e exclamou: ‘Este moço é mais feio do que uma embalagem de fósforos de cozinha!’
    Isto são coisas que eu ouvi contar e não ligo, porque realmente se fosse a ligar emigrava mas era para o Alasca e nunca mais punha os pés em Crow Junction, ora essa. A parteira nem levou dinheiro pelo serviço, ficou cheia de pena. Diz-se que disse à madrinha:
    ‘Mais valia ter nascido de sete meses, para vocês se irem habituando. Agora de catorze…’»

    Escolhas dos vendedores FNAC

    Adriano Narciso
    FNAC Faro

    Bronco Angel, o cow-boy analfabeto. Fernando Assis Pacheco

    Inédito até aos dias de hoje, esta novela de Fernando Assis Pacheco mostra-nos o lado hilariante de um dos mais respeitados poetas contemporâneos portugueses.

    Opiniões dos nossos clientes Bronco Angel: O Cow-boy Analfabeto

    Sê o primeiro a dar
    a tua opinião sobre este produto

    Dar opinião ✔ A tua opinião foi gravada

    Características detalhadas

    Ilustração

    João Fazenda

    Data de lançamento

    novembro 2015

    EAN

    978-9896712853

    ISBN

    9789896712853

    Dimensões

    14 x 21 cm

    Nº Páginas

    120

    Encadernação

    Capa mole

    PNL Idade

    12-14 anos

    PNL Nível de Leitura

    Leitura Fluente