Chovia Como Se o Céu Doesse

Afonso de Melo (Autor) Terceira Dose de Crónicas Anacrónicas e Pensamentos a Conta-Gotas Lançamento a 1 dezembro 2019 Edição em Português
    Chovia Como Se o Céu Doesse_0
    Chovia Como Se o Céu Doesse
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento 01/12/2019
      Editor Âncora Editora

      Ver todas as características

    • Depois de Tira o Cavalo da Frente e de O Outro Nome que a Vida Pode Ter, Chovia Como o Céu Doesse é a terceira parte de uma colecção de crónicas e recordações que tem prevista mais dois volumes. Trinta anos de jornalismo e muitas mais de viagens por todos os continentes trazem consigo personagens e acontecimentos que envolvem a construção da própria personalidade de quem os viveu e escreve. E não há forma de todas essas realidades não serem o espelho da infância e da adolescência, influenciadas pela doença da leitura... Ver mais

    • Vendido pela Fnac  20,70 €
    • 1 novo desde 21 €  
    • 23 €
      20,70 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • Levantamento
      gratuito em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Devoluções
      gratuitas em loja

    1 oferta especial Chovia Como Se o Céu Doesse

    • Vantagem Aderente: 10% Desconto imediato
    10% desconto imediato em livros
    O Cartão Fnac dá-te 10% desconto imediato sobre o preço de editor, não acumulável com outras promoções.

    Mais Informações Chovia Como Se o Céu Doesse

    Depois de Tira o Cavalo da Frente e de O Outro Nome que a Vida Pode Ter, Chovia Como o Céu Doesse é a terceira parte de uma colecção de crónicas e recordações que tem prevista mais dois volumes.

    Trinta anos de jornalismo e muitas mais de viagens por todos os continentes trazem consigo personagens e acontecimentos que envolvem a construção da própria personalidade de quem os viveu e escreve. E não há forma de todas essas realidades não serem o espelho da infância e da adolescência, influenciadas pela doença da leitura compulsiva que me atacou desde comecei a conhecer as letras do alfabeto. Todos estes livros vão do Chiado ao Tibete.

    Nasceram em Águeda e no Olival, passaram por Timbuktu e por Pasárgada, percorreram milhares e milhares de quilómetros por toda a Índia, de Srinagar a Thiruvananthapuram, de Gangtok ao meu paraíso particular de Colva, onde ficará para sempre uma dor no mar, e desaguaram no sossego da minha varanda em Alcácer do Sal depois das noites insones do Bairro Alto. Escrever o mundo é possível? Todo o mundo? Todas as palavras, todas as pessoas, todos os lugares, todos os sentimentos? Não sei. Mas tento. Sem fazer distinções daquilo a que cada um dedica o seu talento. «A Grande Orquestra Mundial das Artes», chamou-lhe o poeta russo Aleksandr Blok.

    Do boxe à ópera, da poesia ao futebol. Escrever o Homem. E a natureza em seu redor. Naquele lugar onde tudo nasce e tudo morre: a cabeça, muito para lá do coração… O resto é papel em branco. E como é lindo sujar com letras a brancura íntima do papel

    Características detalhadasChovia Como Se o Céu Doesse

    • Autor Afonso de Melo
    • Editor Âncora Editora
    • Data de lançamento 01/12/2019
    • EAN 978-9727807062
    • ISBN 9789727807062
    • Dimensões 15 x 23 cm
    • Nº Páginas 496
    • Encadernação Capa mole

    OUTRAS OBRAS de Afonso de Melo

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES Chovia Como Se o Céu Doesse

    Condições de Utilização

    Ver também