Claraboia

José Saramago (Autor) Lançado em outubro de 2011 Edição em Português
    Claraboia_0
    Claraboia
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento outubro 2011
      Editor Editorial Caminho
      Coleção Obras de José Saramago

      Ver todas as características

    • O primeiro romance do Nobel, escrito sob pseudónimo e que não chegou a ser publicado.A ação do romance localiza-se em Lisboa em meados do século XX. Num prédio existente numa zona popular não identificada de Lisboa vivem seis famílias: um sapateiro com a respetiva mulher e um caixeiro-viajante casado com uma galega e o respetivo filho – nos dois apartamentos do rés do chão; um empregado da tipografia de um jornal e a respetiva mulher e uma “mulher por conta” no 1º andar; uma família de quatro mulheres (duas irmãs e as duas... Ver mais

    • 2 novos desde 18,90 €  
    • 18,90 €

      Disponível

      Envio normal : 2,99 €

      Envio com Tracking : 3,50 €

      Envio Contra Assinatura : 4,79 €

      Gomes Books
      (Vendedor profissional)
      6088 venda(s)
      Estado do produto
      Novo
      País de expedição
      Portugal Continental
      Prazo médio de entrega
      Entre 2 e 3 dias úteis
      Taxa de aceitação
      99,52%
      Todas as ofertas
      • 18,90 € Custos de envio +2,99 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        Gomes Books
        (6088)
      • 23,60 € Custos de envio +2,99 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        LivroBrasileiro
        (126)
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição Claraboia

    O primeiro romance do Nobel, escrito sob pseudónimo e que não chegou a ser publicado.

    A ação do romance localiza-se em Lisboa em meados do século XX. Num prédio existente numa zona popular não identificada de Lisboa vivem seis famílias: um sapateiro com a respetiva mulher e um caixeiro-viajante casado com uma galega e o respetivo filho – nos dois apartamentos do rés do chão; um empregado da tipografia de um jornal e a respetiva mulher e uma “mulher por conta” no 1º andar; uma família de quatro mulheres (duas irmãs e as duas filhas de uma delas) e, em frente, no 2º andar, um empregado de escritório a mulher e a respetiva filha no início da idade adulta.

    O romance começa com uma conversa matinal entre o sapateiro do rés do chão, Silvestre, e a mulher, Mariana, sobre se lhes seria conveniente e útil alugar um quarto que têm livre para daí obter algum rendimento. A conversa decorre, o dia vai nascendo, a vida no prédio recomeça e o romance avança revelando ao leitor as vidas daquelas seis famílias da pequena burguesia lisboeta: os seus dramas pessoais e familiares, a estreiteza das suas vidas, as suas frustrações e pequenas misérias, materiais e morais.

    O quarto do sapateiro acaba alugado a Abel Nogueira, personagem para o qual Saramago transpõe o seu debate – debate que 30 anos depois viria a ser o tema central do romance O Ano da Morte de Ricardo Reis – com Fernando Pessoa: Podemos manter-nos alheios ao mundo que nos rodeia? Não teremos o dever de intervir no mundo porque somos dele parte integrante?

    Mais Informações Claraboia

     

     

     

     





    Características detalhadasClaraboia

    OUTRAS OBRAS de José Saramago

    4,5/5
    • 1
      0
    • 2
      0
    • 3
      0
    • 4
      1
    • 5
      1
    4 começar a ler Saramago Publicado em 13 fev 2014

    Quem quiser começar a ler Saramago, comece por este livro, pois foi o primeiro livro que o Nobel escreveu, e, por isso mesmo, a leitura é mais simples, mas não menos nobre. Muito interessante todo o enredo das personagens. Um retrato de vidas, sempre atual.


     Este comentário foi útil?

    5 Imperdível Publicado em 28 dez 2011

    É daqueles livros que não se consegue parar de ler. Todas as personagens têm o dom de nos prenderem e conferem ao livro a sua originalidade.


     Este comentário foi útil?

    Ver também