Das Trincheiras, com Saudade

Isabel Pestana Marques (Autor) Lançado em junho de 2014 Edição em Português
    Das Trincheiras, com Saudade_0
    Das Trincheiras, com Saudade
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento junho 2014
      Editor A Esfera dos Livros

      Ver todas as características

    • «De noite é que é o inferno. […] os telefones retinem, os estafetas põem-se a andar e o S.O.S. sobe ao céu, no vinco luminoso dos very-lights […] até que se apagam e o mundo é apenas escuridão. […] Ouve-se o crac-crac das metralhadoras que o boche despeja e que nós despejamos. E transida, bafejando as mãos, sem sono, a gente escuta o ecos e o nosso coração doente como um velho relógio tonto oscilando entre a saudade dos que estão longe e a ideia de morrer ali, armado e equipado, sonolento e triste, com um cão sem forças.»... Ver mais

    • 21 € 18,90 €

      Apenas 1 em stock

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial Das Trincheiras, com Saudade

    • PROMOÇÃO PLANO NACIONAL DE LEITURA
    PROMOÇÃO PLANO NACIONAL DE LEITURA:
    10% desconto em livros do Plano Nacional de Leitura.Promoção Exclusiva Online, válida de 1 janeiro a 31 dezembro 2020.
    Limitado ao stock existente, aplicável apenas a artigos vendidos pela Fnac.pt (exclui Marketplace e eBooks) e não acumulável com outras promoções nem com descontos Cartão Fnac.

    Descrição Das Trincheiras, com Saudade

    «De noite é que é o inferno. […] os telefones retinem, os estafetas põem-se a andar e o S.O.S. sobe ao céu, no vinco luminoso dos very-lights […] até que se apagam e o mundo é apenas escuridão. […] Ouve-se o crac-crac das metralhadoras que o boche despeja e que nós despejamos. E transida, bafejando as mãos, sem sono, a gente escuta o ecos e o nosso coração doente como um velho relógio tonto oscilando entre a saudade dos que estão longe e a ideia de morrer ali, armado e equipado, sonolento e triste, com um cão sem forças.»
    Albino Forjaz Sampaio, oficial português na Flandres.

    A partir de Janeiro de 1917, o cais de Alcântara assiste aos sucessivos embarques de tropas portuguesas rumo à Flandres. Em França reúnem – -se aos aliados ingleses para combaterem, na I Guerra Mundial, contra o inimigo comum: a Alemanha. A 2 de Abril de 1917, a coberto da bruma da madrugada, entraram nas trincheiras os primeiros soldados portugueses que iriam participar na campanha da I Guerra Mundial, num total de 55 mil expedicionários. Na Flandres, em França, encontraram um novo tipo de guerra. Enfrentaram o frio, a lama pegajosa, o barulho ensurdecedor dos bombardeamentos, habituaram-se ao «corned beef» que os fazia suspirar pelo bacalhau e o pão escuro nacional, adoeceram, sentiram medo, desolação e cansaço. Na frente de batalha, combateram ao lado dos ingleses, com coragem e heroísmo, outros desertaram ou foram aprisionados pelos alemães, e nos momentos de descanso aproveitavam para fugir ao terror dos ataques, jogando às damas, cantando, escrevendo cartas aos familiares ou namorando com francesas, belgas e inglesas, mesmo sem saber uma palavra do seu idioma.

    Características detalhadasDas Trincheiras, com Saudade

    • Autor Isabel Pestana Marques
    • Editor A Esfera dos Livros
    • Data de lançamento junho 2014
    • EAN 978-9896265977
    • ISBN 9789896265977
    • Dimensões 16 x 23,5 cm
    • Nº Páginas 515 + 8
    • Encadernação Capa mole
    • PNL Idade 15-18 anos
    • PNL Nível de Leitura Leitura Fluente

    OUTRAS OBRAS de Isabel Pestana Marques

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES Das Trincheiras, com Saudade

    Condições de Utilização
    5/5
    • 1
      0
    • 2
      0
    • 3
      0
    • 4
      0
    • 5
      1
    Opiniões Verificadas
    5 Surpreendente! Publicado em 20 jul 2019

    A seleção de fontes é extremamente útil para trabalhar o conteúdo em aula.


     Este comentário foi útil?

    Ver também