De Mário Cesariny Para Artur Manuel do Cruzeiro Seixas

Mário Cesariny (Autor) Edição em Português
    • De Mário Cesariny Para Artur Manuel do Cruzeiro Seixas_0
    De Mário Cesariny Para Artur Manuel do Cruzeiro Seixas

    Venda o seu De Mário Cesariny Para Artur Manuel do Cruzeiro Seixas com apenas alguns cliques,
    em fnac.pt

    1. Vende o teu produto
    2. Um cliente compra o teu produto
    3. Envia o teu produto
    4. Recebe o pagamento
    Passar para conta Pro!
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Editor Assírio & Alvim
      Coleção Obras de Mário Cesariny

      Ver todas as características

    • «O labirinto das relações entre os argonautas da aventura surrealista em Portugal, com minotauro e tudo, precisa ainda de ser devidamente desafiado e conhecido para desde esse cruzamento de caminhos e de “estórias” mais ou menos particulares podermos acabar de perfilhar a história - isto é, de re-escrever o romance da intervenção surrealista no interior dos muros daquele Elsinor do Reino da Dinamarca pintado a gris-concreto e vermelho-sangue na ponta mais ocidental da Europa no tempo em que todos os aventureiros ainda... Ver mais

    • Stock esgotado

      Indisponível em loja

      Levantamento gratuito

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição De Mário Cesariny Para Artur Manuel do Cruzeiro Seixas

    «O labirinto das relações entre os argonautas da aventura surrealista em Portugal, com minotauro e tudo, precisa ainda de ser devidamente desafiado e conhecido para desde esse cruzamento de caminhos e de “estórias” mais ou menos particulares podermos acabar de perfilhar a história - isto é, de re-escrever o romance da intervenção surrealista no interior dos muros daquele Elsinor do Reino da Dinamarca pintado a gris-concreto e vermelho-sangue na ponta mais ocidental da Europa no tempo em que todos os aventureiros ainda faziam anos. Muitos deles já largaram o cais, juntos no mesmo barco e para uma mesma viagem e todos já esquecidos das histórias de grupos e polémicas. O Mário (Cesariny) foi embora atrás da sombra do outro Mário (de Sá-Carneiro), os dois sem jeito para o negócio, e hoje, Novembro de 2009, queremos no Centro de Estudos do Surrealismo e através da editora que foi também a sua casa (con)celebrar o terceiro aniversário da sua morte com mais uma publicação - lembrança e homenagem - que desta vez recolhe alguns dos textos que Mário dedicou ao que foi protagonista principal do seu território afectivo, mesmo depois de colocarem ambos distâncias e fronteiras à paixão. Como paixão lembrou Cruzeiro Seixas sempre - e me lembrava mais uma vez há pouco o seu relacionamento com Mário Cesariny, uma paixão rendada com fios de admiração e de entusiasmo que às vezes acabavam por desenhar figuras de afastamento e crítica mais ou menos explícita. […]»
    Perfecto E. Cuadrado, na Introdução.

    Características detalhadasDe Mário Cesariny Para Artur Manuel do Cruzeiro Seixas

    OUTRAS OBRAS de Mário Cesariny

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES De Mário Cesariny Para Artur Manuel do Cruzeiro Seixas

    Condições de Utilização