De Portugal, da Europa e do Mundo

Vítor Bento (Autor) Reflexões de Economia e Polítíca Lançamento a 25 setembro 2018 Edição em Português
    De Portugal, da Europa e do Mundo_0
    De Portugal, da Europa e do Mundo
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento 25/09/2018
      Editor Relógio d'Água
      Coleção Temas de Economia

      Ver todas as características

    • Este livro reúne artigos e conferências sobre temas como a crise do euro e da UE, a política económica da Alemanha, o Brexit, as relações entre Portugal e Espanha, a dívida, a ‘improvável geringonça’ e as relações conflituosas entre Trump e a democracia. «O problema das dívidas públicas europeias, e mais genericamente das finanças públicas do Continente, é revelador de uma outra grande contradição que, mais cedo ou mais tarde, poderá ser politicamente explosiva. Os países da Europa Ocidental, matriz da actual União Europeia... Ver mais

    • Vendido pela Fnac  16,20 €
    • 1 novo desde 18 €  
    • 18 €
      16,20 €

      Apenas 1 em stock

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial De Portugal, da Europa e do Mundo

    • Vantagem Aderente: 10% Desconto imediato
    10% desconto imediato em livros
    O Cartão Fnac dá-te 10% desconto imediato sobre o preço de editor, não acumulável com outras promoções.

    Mais Informações De Portugal, da Europa e do Mundo

    Este livro reúne artigos e conferências sobre temas como a crise do euro e da UE, a política económica da Alemanha, o Brexit, as relações entre Portugal e Espanha, a dívida, a ‘improvável geringonça’ e as relações conflituosas entre Trump e a democracia.

    «O problema das dívidas públicas europeias, e mais genericamente das finanças públicas do Continente, é revelador de uma outra grande contradição que, mais cedo ou mais tarde, poderá ser politicamente explosiva. Os países da Europa Ocidental, matriz da actual União Europeia, criaram um modelo de protecção social e redistribuição de rendimentos — o ‘modelo social europeu’ (que, apesar da designação, não tem um formato único) — que muito favoreceu a sua coesão social e se tornou num ex­-libris de estágio superior de desenvolvimento económico e social, muitas vezes confrontado com o modelo mais darwiniano do capitalismo norte­-americano. Só que uma parte desse modelo socialmente superior foi indirectamente financiado pelos EUA, através do ‘guarda­-chuva’ de segurança que proporcionam à Europa e que, dispensando os países europeus de investir em defesa o que seria necessário para garantirem a sua própria segurança, lhes permitiu desviar mais recursos para financiar o seu distintivo modelo social. Por outro lado, a arquitectura financeira do modelo baseou­-se também muito numa favorável dinâmica demográfica, que garantia um elevado rácio de contribuintes por beneficiário do processo redistributivo.»
    Do Prefácio

    Características detalhadasDe Portugal, da Europa e do Mundo

    OUTRAS OBRAS de Vítor Bento

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES De Portugal, da Europa e do Mundo

    Condições de Utilização

    Ver também