Desdicionário da Língua Portuguesa

Luís Leal Miranda (Autor) José Cardoso (Ilustração) Lançamento a 16 abril 2018 Edição em Português
    • Desdicionário da Língua Portuguesa_0
    Desdicionário da Língua Portuguesa
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento 16/04/2018
      Editor Stolen Books

      Ver todas as características

    • franfolho:
      s. m. | Uma coisa sem nome, de forma indistinta, que só conseguimos identificar ao apontar e dizer: «É aquilo ali».
      A palavra «franfolho» surgiu pela primeira vez num dicionário em 1977. Não consta nas edições de anos anteriores nem no léxico de nenhum país de expressão portuguesa.
      Vários estudiosos acreditam que «franfolho» surgiu de uma aposta entre lexicógrafos e há quem defenda a existência de um prémio para a primeira pessoa a detetar o intruso. Existe ainda a teoria de que o termo tenha sido incluído...
      Ver mais

    • 13,99 €
      12,59 €

      Stock esgotado

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial Desdicionário da Língua Portuguesa

    • Vantagem Aderente: 10% Desconto imediato
    10% desconto imediato em livros
    O Cartão Fnac dá-te 10% desconto imediato sobre o preço de editor, não acumulável com outras promoções.

    Mais Informações Desdicionário da Língua Portuguesa

    franfolho:
    s. m. | Uma coisa sem nome, de forma indistinta, que só conseguimos identificar ao apontar e dizer: «É aquilo ali».
    A palavra «franfolho» surgiu pela primeira vez num dicionário em 1977. Não consta nas edições de anos anteriores nem no léxico de nenhum país de expressão portuguesa.
    Vários estudiosos acreditam que «franfolho» surgiu de uma aposta entre lexicógrafos e há quem defenda a existência de um prémio para a primeira pessoa a detetar o intruso. Existe ainda a teoria de que o termo tenha sido incluído no dicionário depois de uma amarga derrota no Scrabble («franfolho» vale 21 pontos). A tese mais comum, no entanto, é a de que o novo vocábulo entrou no dicionário para apanhar as editoras que o andavam a copiar.

    «Franfolho» não é a primeira palavra inventada na língua portuguesa porque todas as palavras antes dela também foram inventadas. E não é o primeiro erro do dicionário porque já lá estava a palavra “erro”.

    "O Desdicionário da Língua Portuguesa" pretende servir de estufa para palavras sem raiz etimológica, orfanato para nomes de ascendência desconhecida ou mapa para a Atlântida dos significados. Inclui «franfolho» e outras 218 novas palavras novas que se não fossem inventadas tinham de existir.

    Escolhas dos nossos vendedores

    Rita Alves FNAC Almada

    Desdicionário da Língua Portuguesa. Luís Leal Miranda

    O Desdicionário da Língua Portuguesa é um quase dicionário para aquelas palavras que, se não fossem inventadas, tinham de existir. Aquela situação caricata, aquele hábito estranho ou mesmo aquela palavra que pensava não existir, estão aqui, no seu desdicionário.

    Características detalhadasDesdicionário da Língua Portuguesa

    • Autor Luís Leal Miranda
    • Ilustração José Cardoso
    • Editor Stolen Books
    • Data de lançamento 16/04/2018
    • EAN 978-9898855893
    • ISBN 9789898855893
    • Dimensões 12 x 17 cm
    • Nº Páginas 208
    • Encadernação Capa mole
    • Temática Humor - Anedotas e Piadas

    OUTRAS OBRAS de Luís Leal Miranda

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES Desdicionário da Língua Portuguesa

    Condições de Utilização
    4,5/5
    • 1
      0
    • 2
      0
    • 3
      0
    • 4
      1
    • 5
      1
    Opiniões Verificadas
    5 Bom livro Publicado em 26 dez 2018

    Excelente livro para oferecer em qualquer ocasião. Sem faixa etária indicada, proporciona boas gargalhadas.


     Este comentário foi útil?

    Opiniões Verificadas
    4 Muito engraçado Publicado em 28 ago 2018

    Para aquelas situações em que não encontramos uma única palavra. Com muito humor.


     Este comentário foi útil?