Dicionário de Superstições

    Dicionário de Superstições_0
    Dicionário de Superstições
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Editor Notícias

      Ver todas as características

    • O homem primitivo, desconhecedor do espírito científico, atribuía as causas dos fenómenos a objectos que supunha conterem poderes mágicos ou a crenças em entidades sobrenaturais. Eram conhecimentos resultantes de reflexos condicionados: se a um fenómeno se seguia outro, o primeiro seria a causa, o segundo, o efeito. Ainda que generalizado, o espírito científico é recente na história das civilizações. Talvez não tenha mais de uns quinhentos anos. Ou seja, o ser humano ainda permanece, hoje, muito longe de observar os... Ver mais

    • Stock esgotado

      Indisponível em loja

      Levantamento gratuito

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição Dicionário de Superstições

    O homem primitivo, desconhecedor do espírito científico, atribuía as causas dos fenómenos a objectos que supunha conterem poderes mágicos ou a crenças em entidades sobrenaturais. Eram conhecimentos resultantes de reflexos condicionados: se a um fenómeno se seguia outro, o primeiro seria a causa, o segundo, o efeito. Ainda que generalizado, o espírito científico é recente na história das civilizações. Talvez não tenha mais de uns quinhentos anos. Ou seja, o ser humano ainda permanece, hoje, muito longe de observar os fenómenos sob esse espírito procurando manter o «equilíbrio emocional» e encontrar o «conforto moral» em certas crenças e superstições como forma de ordenar o «caos mental» em que se encontra. Daí que continue a procurar nas superstições - por mais absurdas que, eventualmente, possam parecer - explicação para a complexidade dos fenómenos e do mundo em geral.

    Resumo Dicionário de Superstições

    O homem primitivo, desconhecedor do espírito científico, atribuía as causas dos fenómenos a objectos que supunha conterem poderes mágicos ou a crenças em entidades sobrenaturais. Eram conhecimentos resultantes de reflexos condicionados: se a um fenómeno se seguia outro, o primeiro seria a causa, o segundo, o efeito. Ainda que generalizado, o espírito científico é recente na história das civilizações. Talvez não tenha mais de uns quinhentos anos. Ou seja, o ser humano ainda permanece, hoje, muito longe de observar os fenómenos sob esse espírito procurando manter o «equilíbrio emocional» e encontrar o «conforto moral» em certas crenças e superstições como forma de ordenar o «caos mental» em que se encontra. Daí que continue a procurar nas superstições - por mais absurdas que, eventualmente, possam parecer - explicação para a complexidade dos fenómenos e do mundo em geral.

    Características detalhadasDicionário de Superstições

    CARACTERÍSTICAS DO EBOOK

    • Formato ePub
    • Editor Oficina do Livro
    • Data de lançamento fevereiro 2012
    • EAN 9789895556496
    QUE FORMATO PARA O MEU EBOOK?

    OUTRAS OBRAS de Orlando Neves

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES Dicionário de Superstições

    Condições de Utilização

    Ver também