Tecnologia / Smartphones

Foldable phone: a tecnologia dos smartphones dobráveis

BlogFNAC3
Por BlogFNAC3
Em 20/05/2019
191
Foldable phone: a tecnologia dos smartphones dobráveis

 

Com a Google a apostar num futuro dobrável para o Android, parece que todos os fabricantes de telemóveis estão a preparar este tipo de dispositivos.

O início de 2019 ficou marcado por uma avalanche de smartphones com ecrãs dobráveis de vários fabricantes, desde os desconhecidos até aos maiores nomes do mercado.

A ideia por trás dos smartphones dobráveis é interessante porque essencialmente tratam-se da combinação de um smartphone tradicional com um tablet: quando estão dobrados são dispositivos móveis normais, com um ecrã relativamente do mesmo tamanho; quando se abrem, transformam-se em tablet com ecrãs grandes, muito mais confortáveis para ler, jogar, ver filmes ou utilizar várias aplicações ao mesmo tempo.

Apresentamos-te abaixo as principais apostas da Samsung, Huawei, XIaomi e Oppo para esta tecnologia:

 

Samsung Galaxy Fold

 

Samsung-Galaxy-Fold 

 

Este smartphone tem um sistema de dobragem de ecrã em que o display dobra sobre si, como se fosse um livro, o que, quando está fechado, fica mais gordo do que o habitual, no entanto, protege mais o ecrã nas outras soluções. Por dobrar sobre si mesmo, a Samsung teve que colocar um ecrã na parte de trás para manter a usabilidade quando o smartphone está fechado.

O Galaxy Fold tem um processador Qualcomm Snapdragon 855, 12 GB de memória RAM e 512 GB de armazenamento. O ecrã tem 7.3 polegadas com uma densidade de 414 pontos por polegada, o ecrã secundário é de 4.6 polegadas e a bateria é de 4380 mAh. Tem seis câmaras: três atrás, uma junto ao ecrã secundário para tirar selfies com o telemóvel fechado e mais duas no canto superior direito do ecrã, quando está em modo tablet.

Segundo a Samsung, o Galaxy Fold estará disponível este ano por cerca de 1700€, mas não há indicação se estará disponível em Portugal.

 

Huawei Mate X

 

 Huawei-Mate-X


Este smartphone é o primeiro a ser compatível com redes 5G e o mais fino de todos os dobráveis, quer em modo tablet, como quando está fechado. A mais valia das câmaras fotográficas estarem instaladas numa peça que, quando o telemóvel está fechado, estas ficam à face do ecrã e, quando este está aberto, essa zona sobressai e o equipamento fica ainda mais fácil de segurar. A desvantagem é que, em modo tablet, as câmaras ficam viradas apenas para trás, o que impossibilita a realização de videochamadas ou selfies.

O Huawei Mate X tem o processador Kirin 980, 8 GB de memória RAM e 512 Gb de armazenamento. Fechado, o ecrã tem 6.6 polegadas e, aberto, tem 8 polegadas, com 414 pixéis por polegada. Tem três câmaras com 40, 16 e 8 MP, bateria de 4500 mAh que pode ser carregada até 85% em meia hora.

A Huawei foi a única marca a mostrar uma capa de proteção para o ecrã para quando o smartphone está fechado e preço fixo: 2290€.

 

Xiaomi

 

 xiaomi-foldable-phone

 

A Xiaomi mostrou, no início de 2019, a sua proposta para um smartphone dobrável com um vídeo publicado na rede social Weibo pelo presidente da empresa Lin Bin, mas não foram reveladas características deste modelo.

A forma de dobrar o ecrã no equipamento da Xiaomi é completamente diferente das vistas nas propostas dos outros fabricantes: em vez de ter apenas uma dobra, tem duas. O ecrã está dividido em três partes que correspondem mais ou menos a ¼, 2/4 e ¼ da área total. Quando se dobra o ecrã, apenas os 2/4 centrais ficam à vista, transformando o Xiaomi num smartphone normal. Quando está aberto, a área total do ecrã é de cerca de 7 polegadas, com um aspeto mais próximo do 16:9.

Para além do vídeo, não foram divulgados mais nenhuns pormenores técnicos, nem se ou quando chegará ao mercado.

 

Oppo

 

 Oppo

 

Oppo, uma marca de smartphones relativamente desconhecida em Portugal, também mostrou o seu protótipo de smartphone dobrável, embora apenas através de um post na rede social Weibo.

Não foram divulgados pormenores sobre este equipamento, mas, através das fotografias, parece que se trata de um smartphone muito parecido com o Mate X da Huawei. O ecrã também se dobra ao contrário e ainda há uma peça lateral que alberga as câmaras.

A marca disse que se trata apenas de um protótipo e que ainda não tem planos para comercializar o dispositivo.

A tua nota : Je détesteJe n'aime pasCa vaJ'aimeJ'adore