História de Aladino e da Lâmpada Maravilhosa

Vários (Autor) NI (Autor) Júlio Pomar (Ilustração) Lançado em janeiro de 1997 Edição em Português
    História de Aladino e da Lâmpada Maravilhosa_0
    História de Aladino e da Lâmpada Maravilhosa
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento janeiro 1997
      Editor Relógio d'Água
      Coleção Universos Mágicos

      Ver todas as características

    • «Assim, quando o desesperado Aladino esfregou sem querer o anel do polegar, cuja virtude ignorava, viu surgiu repentinamente na sua frente, como saído da terra, um imenso e gigantesco duende, negro como o carvão, com uma cabeça de caldeirão, um rosto de espavorir e dois olhos chamejantes, que se inclinou diante dele e, com uma voz mais trovejante que o próprio trovão, lhe disse: "Aqui tens o teu escravo obediente! Dala, dize o que queres! Eu sou o escravo do anel, em terra, nos ares e sobre as águas!".
      Ao ver isto, Aladino...
      Ver mais

    • 7,40 €
      6,66 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • Levantamento
      gratuito em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Devoluções
      gratuitas em loja

    1 oferta especial História de Aladino e da Lâmpada Maravilhosa

    • Vantagem Aderente: 10% Desconto imediato
    10% desconto imediato em livros
    O Cartão Fnac dá-te 10% desconto imediato sobre o preço de editor, não acumulável com outras promoções.

    Descrição História de Aladino e da Lâmpada Maravilhosa

    «Assim, quando o desesperado Aladino esfregou sem querer o anel do polegar, cuja virtude ignorava, viu surgiu repentinamente na sua frente, como saído da terra, um imenso e gigantesco duende, negro como o carvão, com uma cabeça de caldeirão, um rosto de espavorir e dois olhos chamejantes, que se inclinou diante dele e, com uma voz mais trovejante que o próprio trovão, lhe disse: "Aqui tens o teu escravo obediente! Dala, dize o que queres! Eu sou o escravo do anel, em terra, nos ares e sobre as águas!".
    Ao ver isto, Aladino, que não tinha nada de corajoso, ficou sem pinga de sangue; fosse outro o lugar, e diversas as circunstâncias, tería caído sem sentidos ou largado a fugir.»

    Características detalhadasHistória de Aladino e da Lâmpada Maravilhosa

    OUTRAS OBRAS de Vários

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES História de Aladino e da Lâmpada Maravilhosa

    Condições de Utilização

    Ver também