• Loja
  • Blog FNAC
Destaques

Humidificadores, desumidificadores ou purificadores? A saúde começa no ar que respiras

ExpertFnac
Por ExpertFnac
Em 21/11/2017
2367
Humidificadores, desumidificadores ou purificadores? A saúde começa no ar que respiras

humidificador

Não entendo nada, devo humidificar, desumidificar ou purificar?

No inverno chove mais portanto, pela lógica, há mais humidade no ar e surgem as costumeiras constipações. No verão faz mais calor, o ar está mais seco e aparecem os amigos a queixarem-se dos malditos pólenes. Do que precisas então, de um humidificador, de um desumidificador e/ou de um purificador? Depois de pesquisar muito sobre o tema, a nossa resposta é... depende de onde vives, da tua disponibilidade e da tua saúde. Perto do mar, a probabilidade de conseguires uma casa com humidade constante é alta, mas vivendo para o interior o ar é mais seco.

Condensação
Considerando que já nos basta a fraca qualidade do ar que respiramos, pelo menos nas ruas das grandes cidades ou dentro de escritórios completamente climatizados por ares condicionados de duvidosa higiene, a ideia é atingir um saudável nível de humidade relativa do ar da nossa casa, devendo esta estar entre os 40% e os 60%, segundo recomendações da Organização Mundial de Saúde, tanto no verão como no inverno. Se estiver abaixo ou acima destes valores, deveríamos ter aparelhos que ajudem a regularizar a humidade.

Apesar de, a curto prazo, não darmos importância à qualidade do ar que respiramos em casa, a longo prazo vamo-nos apercebendo que existem grandes moléstias que podemos evitar com a ajuda e cuidado destes aparelhos.

HigrometroE como medimos o grau de humidade que temos dentro de casa? Nada mais fácil, com um pequeno higrómetro ou com uma mais sofisticada estação meteorológica que ocupam pouco espaço e te dão os resultados constantemente.

Na página de Ventilação e Aquecimento, em FnacHome podes pesquisar os diferentes humidificadores, desumidificadores e purificadores mas deixamos-te aqui um resumo para teres um ponto de partida, até porque o teu orçamento, condições de saúde, o consumo energético e o nível de ruído que podem produzir são também fatores a ter em conta.


Humidificadores

Recordando a infância e o barulho incessante da máquina de produzir vapor aquando das intermináveis constipações de criança, menos mal que já existem estes aparelhos eletrodomésticos modernos que se usam para obter um aumento do nível de humidade ambiental em casa. Um ambiente demasiado seco pode aumentar a eletricidade estática e provocar estragos nos móveis e chãos de madeira, fomentar o desenvolvimento de vírus e bactérias que adoram ambientes sequinhos, originar sangramentos do nariz, secura nos olhos, na pele e, mais importante ainda, nas vias respiratórias podendo agravar uma gripe, asma ou sinusite. Talvez vivas numa zona de clima seco, talvez por ser inverno e teres o aquecimento ligado muito tempo ou até mesmo no verão e estar mais calor, um humidificador ajuda a manter um nível adequado de humidade para que possas respirar como deve ser. Este ponto é especialmente importante para crianças, idosos e pessoas com o sistema imunológico mais frágil.


Hoje em dia existem, essencialmente, três tipos:

Humidificador-vapor quente


Humidificadores de vapor quente: a maneira de funcionar deste aparelho é tal como ferver água numa panela. Através de resistências elétricas, a água no depósito é levada ao ponto de ebulição e sai sob a forma de vapor quente. Costumam ser económicos, pequenos e facilmente portáteis, e podem utilizar água da torneira pois esta ao ser fervida mata os elementos patogénicos, mas não releves o facto do borbulhar constante da água ser um elemento perturbador no silêncio da noite.




Humidificador- Vapor frio


Humidificadores de vapor frio: Também bastante procurados pelo seu preço acessível, absorvem o ar ambiente, fazem-no passar por um filtro constantemente molhado e devolvem-no sob a forma de vapor frio. Ao não ferverem a água, são pouco barulhentos mas é preciso ter em atenção a limpeza regular do aparelho para evitar a acumulação de gérmenes.





Humidificador- Vapor ultrassonico


Humidificadores de vapor frio ultrassónicos: São os mais procurados hoje em dia pois fazem vibrar as moléculas de água através de ultrassons e transformam-nas em gotas minúsculas que formam uma espécie de nuvem que se espalha no ar. São mais caros e eficazes devido à tecnologia incorporada, mas gastam menos energia e são muito silenciosos.


 

 


Desumidificadores

Desumidificador

Tudo o que é demais também faz mal e demasiada humidade traz inúmeras desvantagens, nomeadamente, crescimento de fungos, ácaros, maus cheiros e afins desagradáveis. Alguma vez te aconteceu arredar um móvel e encontrar manchas cinzentas nas costas do mesmo? É, é bolor e não faz bem algum.

Um desumidificador tem o propósito de retirar o excesso de humidade do ar de um espaço fechado. O seu funcionamento é simples, o ventilador do aparelho aspira o ar húmido e dirige-o para uma serpentina fria que condensa o vapor em água que é, então, recolhida num depósito e o ar expulso sai seco. Quando o depósito está cheio, é só retirá-lo e despejar a água. Aproveita-a para regar as plantas ou lavar o chão de casa. Já agora deixamos as dicas: quando temos de estender a roupa dentro de casa, costumamos colocar o desumidificador perto do estendal para acelerar o processo de secagem e evitar uma maior concentração de humidade e, se puderes, abre a janela logo a seguir ao banho ou enquanto cozinhas.

Se queres investigar mais, aqui te deixamos os documentos produzidos pela EPA - United States Environmental Protection Agency e pela WHO – World Health Organization, relatórios muito completos sobre os factos e efeitos da humidade dentro das casas.


Purificadores 

Purificador de Ar 10.45.31Se até há poucos anos tinhamos de nos resignar com as condições atmosféricas que a Natureza nos dava, hoje em dia temos um aliado fantástico no controlo da sujidade do ar. Os purificadores de ar são capazes de manipular as partículas poluentes, fumo, pólenes, ácaros e cheiros que pululam alegremente pelo ar das nossas casas. Habitualmente dotados de filtros HEPA, acrónimo para High Efficiency Particulate Air, um bom purificador faz passar o ar através do filtro, retém e elimina cerca de 99% dos agentes nocivos. Muitos destes purificadores aceitam também que misturemos óleos aromáticos, resultando num ambiente limpo e cheiroso. Toma em atenção que já existem vários modelos de humidificadores que incorporam a tecnologia de purificação também, pesquisa bem antes de tomares uma decisão.

Velhos hábitos como abrir as janelas para ventilar a casa pelo menos 1 hora por dia foram diminuindo significativamente, porque nos preocupamos com a eficiência energética das nossas casas, ou pode chover ou saímos de manhã e não queremos janelas abertas por onde podem entrar aqueles indesejados amigos que nos levam os nossos pertences. Os mais variados motivos levam a reduzidas taxas de renovação do ar com implicações diretas nos níveis de qualidade do mesmo.

Faz-te um favor e respira o melhor possível, pelo menos na “república independente da tua casa”.

A tua nota : Je détesteJe n'aime pasCa vaJ'aimeJ'adore
Atenção Ocorreu um erro, por favor, tenta novamente mais tarde.