Labareda

Alberto de Lacerda (Autor) LACERDA, ALBERTO DE (Autor) Lançado a 22 junho 2018 Edição em Português
    • Labareda_0
    Labareda

    Venda o seu Labareda com apenas alguns cliques,
    em fnac.pt

    1. Vende o teu produto
    2. Um cliente compra o teu produto
    3. Envia o teu produto
    4. Recebe o pagamento
    Passar para conta Pro!
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento 22/06/2018
      Editor Tinta da China
      Coleção Poesia

      Ver todas as características

    • Labareda, de Alberto de Lacerda: a justa antologia de um poeta injustamente esquecido, na Colecção de Poesia dirigida por Pedro Mexia.
      Inclui poemas inéditos. «Uma das notas mais originais da poesia de Alberto de Lacerda foi sempre a do seu dom de fundir num só os tons mais delicados da nossa memória poética, ficando apenas contemporâneo de si mesmo.»
      Eduardo Lourenço «Exílio é a palavra central no universo poético de Alberto de Lacerda. Ela visa definir o espaço vazio dos deuses, o tempo cindido, essa irrecuperável...
      Ver mais

    • Vendido pela Fnac  19,71 €
    • 1 novo desde 21,90 €  
    • 21,90 €
      19,71 €

      Apenas 1 em stock

      Entrega gratuita

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial Labareda

    • Vantagem Aderente: 10% Desconto imediato
    10% desconto imediato em livros
    O Cartão Fnac dá-te 10% desconto imediato sobre o preço de editor, não acumulável com outras promoções.

    Mais Informações Labareda

    Labareda, de Alberto de Lacerda: a justa antologia de um poeta injustamente esquecido, na Colecção de Poesia dirigida por Pedro Mexia.
    Inclui poemas inéditos.

    «Uma das notas mais originais da poesia de Alberto de Lacerda foi sempre a do seu dom de fundir num só os tons mais delicados da nossa memória poética, ficando apenas contemporâneo de si mesmo.»
    Eduardo Lourenço

    «Exílio é a palavra central no universo poético de Alberto de Lacerda. Ela visa definir o espaço vazio dos deuses, o tempo cindido, essa irrecuperável ruptura da totalidade, da ‘linha que religava / Homens deuses céu e terra’.»
    António Ramos Rosa

    «Toda a obra de Alberto de Lacerda é uma eloquente homenagem à profundidade transparente e elegante, ao horror desmedido à pedantaria e ao indecifrado mistério da simplicidade.»
    Eugénio Lisboa

    «Para quem o conheceu pessoalmente, Alberto de Lacerda correspondia em pleno à ideia que se tem de um poeta. O facto era indiscutível. […] Acima de tudo, mantinha-se disponível para o poema, e a poesia nunca o abandonou. Visitava-o nos momentos mais banais do dia a dia, na intensidade de tudo o que o arrebatava. Tudo tinha expressão poética no mundo íntimo de Alberto de Lacerda.»
    Luís Amorim de Sousa, Prefácio

    Características detalhadasLabareda

    OUTRAS OBRAS de Alberto de Lacerda

    Ver também