Livre Trânsito: O Regime Alimentar Baixo em FODMAP

Cláudia Cunha (Autor) Lançamento a 18 setembro 2018 Edição em Português
    • Livre Trânsito: O Regime Alimentar Baixo em FODMAP_0
    Livre Trânsito: O Regime Alimentar Baixo em FODMAP
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento 18/09/2018
      Editor A Esfera dos Livros

      Ver todas as características

    • A barriga inchada, as cólicas, as digestões difíceis, os gases ou a obstipação fazem parte do seu quotidiano? Provavelmente os alimentos que consome não são os mais indicados para si. Mas como descobrir quais os que o afetam de forma negativa e condicionam o seu bem-estar? Simples: seguindo a dieta baixa em FODMAP (hidratos de carbono fermentáveis).
      Durante 6 semanas, exclui da sua alimentação um conjunto de alimentos e depois, semanalmente, reintroduz grupos de alimentos que contêm FODMAP para perceber quais os hidratos...
      Ver mais

    • Vendido pela Fnac  10,80 €
    • 1 novo desde 12 €  
    • 12 €
      10,80 €

      Apenas 3 em stock

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial Livre Trânsito: O Regime Alimentar Baixo em FODMAP

    • Vantagem Aderente: 10% Desconto imediato
    10% desconto imediato em livros
    O Cartão Fnac dá-te 10% desconto imediato sobre o preço de editor, não acumulável com outras promoções.

    Mais Informações Livre Trânsito: O Regime Alimentar Baixo em FODMAP

    A barriga inchada, as cólicas, as digestões difíceis, os gases ou a obstipação fazem parte do seu quotidiano? Provavelmente os alimentos que consome não são os mais indicados para si. Mas como descobrir quais os que o afetam de forma negativa e condicionam o seu bem-estar?

    Simples: seguindo a dieta baixa em FODMAP (hidratos de carbono fermentáveis).
    Durante 6 semanas, exclui da sua alimentação um conjunto de alimentos e depois, semanalmente, reintroduz grupos de alimentos que contêm FODMAP para perceber quais os hidratos de carbono que o seu corpo tolera.
    À medida que vai inserindo os alimentos-teste, vai registando os seus sintomas para que, no final da segunda fase da dieta, possa ter noção do que lhe faz mal. Depois é só uma questão de ajustar a sua dieta, eliminando aquilo que é nocivo para si.

    A nutricionista Cláudia Cunha, especializada em Dieta Baixa em FODMAP pelo King’s College em Londres, apresenta-nos uma dieta inovadora adaptada à alimentação dos Portugueses, tendo em conta os alimentos mais usados e os métodos tradicionais de confeção.
    Aqui encontra também cerca de 70 receitas, desde pequenos-almoços a refeições principais, passando por pães, sopas, sobremesas ou bolachas, organizadas em menus semanais, para que mais facilmente possa cumprir o seu plano.

    Sinta-se mais saudável, com mais energia e sem medo de comer com esta dieta feita à sua medida.

    Características detalhadasLivre Trânsito: O Regime Alimentar Baixo em FODMAP

    • Autor Cláudia Cunha
    • Editor A Esfera dos Livros
    • Data de lançamento 18/09/2018
    • EAN 978-9896268565
    • ISBN 9789896268565
    • Dimensões 16,8 x 23,5 cm
    • Nº Páginas 168
    • Encadernação Capa mole

    OUTRAS OBRAS de Cláudia Cunha

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES Livre Trânsito: O Regime Alimentar Baixo em FODMAP

    Condições de Utilização
    2/5
    • 1
      0
    • 2
      1
    • 3
      0
    • 4
      0
    • 5
      0
    Opiniões Verificadas
    2 Muitas contradições Publicado em 26 abr 2019

    A autora estipula por várias vezes que há alimentos que não se podem consumir e meras páginas à frente diz que se podem ingerir e até os inclui em receitas que, aliás, de portuguesas têm pouco, já as vi quase todas em sites americanos. Como comprei o livro para ter receitas portuguesas foi uma decepção.


     Este comentário foi útil?

    Ver também