Memórias Póstumas de Brás Cubas

Machado de Assis (Autor) Lançado em março de 2017 Edição em Português
    • Memórias Póstumas de Brás Cubas_0
    Memórias Póstumas de Brás Cubas

    Venda o seu Memórias Póstumas de Brás Cubas com apenas alguns cliques,
    em fnac.pt

    1. Vende o teu produto
    2. Um cliente compra o teu produto
    3. Envia o teu produto
    4. Recebe o pagamento
    Passar para conta Pro!
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento março 2017
      Editor Relógio d'Água
      Coleção Clássicos de Para Leitores de Hoje

      Ver todas as características

    • «Machado de Assis, o mais destacado discípulo de Laurence Sterne no Novo Mundo, escreveu a sua obra-prima em 1880 num Brasil esclavagista, sendo ele próprio neto de libertos. Mas Machado, génio da ironia, nunca ataca directamente a sua sociedade, antes se propondo atingi-la com uma comédia maliciosa e um niilismo embotado. O seu Brás Cubas é maravilhosamente estimável e magnificamente alienado: nunca sofre e por isso nunca sofremos com ele. E, no entanto, das suas memórias póstumas emana uma tranquilidade quase sobrenatural... Ver mais

    • 10 €
      9 €

      Encomenda ao editor, expedido em 2 a 4 dias

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial Memórias Póstumas de Brás Cubas

    • Vantagem Aderente: 10% Desconto imediato
    10% desconto imediato em livros
    O Cartão Fnac dá-te 10% desconto imediato sobre o preço de editor, não acumulável com outras promoções.

    Mais Informações Memórias Póstumas de Brás Cubas

    «Machado de Assis, o mais destacado discípulo de Laurence Sterne no Novo Mundo, escreveu a sua obra-prima em 1880 num Brasil esclavagista, sendo ele próprio neto de libertos. Mas Machado, génio da ironia, nunca ataca directamente a sua sociedade, antes se propondo atingi-la com uma comédia maliciosa e um niilismo embotado. O seu Brás Cubas é maravilhosamente estimável e magnificamente alienado: nunca sofre e por isso nunca sofremos com ele. E, no entanto, das suas memórias póstumas emana uma tranquilidade quase sobrenatural, uma atmosfera tão original, que não posso compará-la com nenhuma outra narrativa, apesar da influência de Sterne.

    O verdadeiro tema de Machado é a nossa comum mortalidade. Um tema que é difícil considerar com despreocupação e ironia, mas que nos obriga nas Memórias Póstumas de Brás Cubas a adoptar uma perspectiva ao mesmo tempo distanciada e irónica.»
    Harold Bloom, Génio

    Características detalhadasMemórias Póstumas de Brás Cubas

    OUTRAS OBRAS de Machado de Assis

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES Memórias Póstumas de Brás Cubas

    Condições de Utilização

    Ver também