Noites de Insónia - Livro 2

Camilo Castelo Branco (Autor) Edição em Português
    • Noites de Insónia - Livro 2_0
    Noites de Insónia - Livro 2

    Venda o seu Noites de Insónia - Livro 2 com apenas alguns cliques,
    em fnac.pt

    1. Vende o teu produto
    2. Um cliente compra o teu produto
    3. Envia o teu produto
    4. Recebe o pagamento
    Passar para conta Pro!
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Editor Bonecos Rebeldes

      Ver todas as características

    • «Trata-se de uma miscelânea literária («vou ao jazigo das minhas ilu­sões») dis­persa numa série de li­vros entre­tanto reuni­dos em vo­lume. A crí­tica («Morte de D. João»), a polémica (Teófilo Braga), a incursão na História (Egas Moniz), a novela («Aquela casa tris­te»), a opinião sobre os jornais: «A imprensa diá­ria tem olheiros que supe­rintendem em estupros, facadas, roubos e incestos mas a alçada destes espi­as não chega até ao esquife do defunto sem tes­tamento». Mesmo... Ver mais

    • Stock esgotado

      Indisponível em loja

      Levantamento gratuito

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Mais Informações Noites de Insónia - Livro 2

    «Trata-se de uma miscelânea literária («vou ao jazigo das minhas ilu­sões») dis­persa numa série de li­vros entre­tanto reuni­dos em vo­lume. A crí­tica («Morte de D. João»), a polémica (Teófilo Braga), a incursão na História (Egas Moniz), a novela («Aquela casa tris­te»), a opinião sobre os jornais: «A imprensa diá­ria tem olheiros que supe­rintendem em estupros, facadas, roubos e incestos mas a alçada destes espi­as não chega até ao esquife do defunto sem tes­tamento». Mesmo nos lap­sos, Camilo consegue fa­zer humor: «já escrevi a necrologia de um que, por sinal, estava vivo e nem sequer me agradeceu com um bilhete-de-visita, ser eu a única pessoa de Portugal que lhe ajuntou ao nome esquecido qua­tro palavras de saudade e dó». Sobre a situação po­lítica de 1874 vejamos esta nota: «A abstenção política é mais do que a morte: é a indiferença pe­los males sociais, é a his­tória deste torpe individu­alismo que nos corrompe, é a gangrena moral desta sociedade em dissolução, é a anasarca sintomática da lesão orgânica que despedaça a nossa exis­tência, é o maior de todos os crimes porque é uma tranquilidade fictícia, com­prada à custa dos legados que nós íamos entesou­rando para as gerações futuras. A democracia ago­niza nos século dezanove quando desabrochava e se abria em flor na árvore que nós todos plantámos, regada com o sangue pre­cioso de tantos mártires, em nome dos quais devi­am colher e adorar no fu­turo o fruto dos nossos trabalhos.» Mesmo na sim­ples miscelânea, Camilo está presente com a sua força de grande escritor.»
    José do Carmo Francisco

    Características detalhadasNoites de Insónia - Livro 2

    OUTRAS OBRAS de Camilo Castelo Branco

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES Noites de Insónia - Livro 2

    Condições de Utilização