Opiniões dos nossos clientes

Nuno P.
Ativo desde 16 outubro 2013
Último comentário em 03 agosto 2019
13 Comentários
4/5 Avaliação média
24 Notas úteis

 Comentários úteis
 Bom
Recomendo! Livros sobre o Holocausto fazem parte das minhas leituras ano após ano e por mais incrível que pareça nunca me canso deles e, com isso, compreendo melhor este lado escuro da história nazi. Este trata-se de uma história verídica, a vida de Edith Hahn Beer, uma rapariga judia vienense, estudante de Direito, que fez tudo o que pôde para sobreviver. A sorte esteve do seu lado ao colocá-la perto de algumas pessoas amigas que conheceu e que arriscaram as suas vidas em momentos dramáticos da sua. A viagem de Edith passa por campos de trabalho agrícola onde era tratada como escrava; pela clandestinidade, assumindo a identidade de uma amiga, não judia, o que salvou a sua vida, até ao namoro e casamento com um oficial nazi que, mesmo sabendo a verdade, não a denunciou. Viveu como “u-boat” ("submarino"), uma sobrevivente que se conseguiu salvar escondida dentro da nação nazi. A vida no pós-guerra, também, nāo lhe foi fácil. Com uma criança nos braços teve de fazer escolhas e sobreviver. A sua luta ainda nāo tinha terminado. Muitos anos volvidos ela conta a sua história, “Deixámos o passado flutuar para longe, como destroços no mar, na esperança de que acabasse por se afundar e sair da memória”. No livro existe a referência a Thomas Mann, prémio Nobel que escreveu o célebre “A Montanha Mágica”, entre outros. Conta Edith que, quando teve coragem de retirar a peça do rádio que impedia de sintonizar outras frequências, nomeadamente a BBC, uma das vozes que ouviu foi a do escritor alertando para a existência dos campos de extermínio que muitos consideravam somente campos de trabalho forçado. Caiu-lhe o mundo em cima. A esperança que a sua mãe tivesse sobrevivido ruiu… Nota, ainda, para a referência sobre o memorial do Holocausto em Israel, Yad Vashem, (que eu desconhecia!) onde foram plantadas árvores e afixadas placas, em nome e com o nome, de algumas pessoas que, contra todo o ambiente anti-semita que se vivia, ajudaram e esconderam judeus (os denominados “Justos entre os justos”).
 Comentários úteis
 Bom
O holocausto visto por outro olhar! Mais um livro sobre o que foi o terror nazi, que expressa atrocidades cometidas contra milhares de inocentes. Mais um livro que nos mostra a aversão e a repugnância perante uma raça. Mais um livro que, sob uma perspetiva diferente, nos mostra que muitos foram os que não conseguiram escapar à loucura de um homem. É um livro que nos prova que durante o holocausto o poder do amor e do instinto de sobrevivência estavam bem presentes nos momentos mais obscuros da história da humanidade. No centro da guerra e da indiscritível dor que tomava conta dos que iam e dos que ficavam no gueto, que surge a magia e a esperança. Porque é essa magia e esperança que mantém vivo o amor e o instinto de sobrevivência numa época em que o racismo, o medo, o ódio e a xenofobia faziam oscilar a bandeira do nazismo. As personagens escolhidas pelo autor personificam as mentalidades da época. Erich Brandt representa todos os que escolhem a crueldade e a intolerância. O padeiro Dombrowski representa todos os que preferem ignorar e fechar os olhos às atrocidades que acontecem à sua volta. E Cyryl, o fabricante de bonecas, representa a coragem e a compaixão de todas as pessoas que, mesmo com medo das represálias e de acabarem por ter o mesmo destino dos judeus, os ajudavam a sobreviver a mais um dia. Porque a escolha daquilo que queremos fazer é sempre nossa. Karolina, juntamente com as outras bonecas são o sinal que entre o medo havia esperança. No fundo sempre acreditou que onde há magia, há esperança. Um bom livro de leitura fácil e com uma base muito interessante.
 Comentários úteis
 Médio
Interessante! Ganhar Com as Apostas Desportivas, é um guia que pretende ser uma orientação e um curso prático para todos aqueles que querem arriscar e ganhar com as apostas desportivas nas várias vertentes. Com a vantagem de poder ser utilizado por quem já é um habitual apostador e por quem nunca fez uma única aposta na vida e quer aprender com fazê-lo com sucesso. Em centenas de páginas, o autor ensina o leitor através de dicas, truques, casos práticos, formulas e gráficos, a conseguir perceber melhor as regras, e apostar para ganhar de forma conscienciosa.
Na Urgência
Na Urgência  Bom
 Comentários úteis
 Bom
Imprescindivel para doentes e profissionais! Relato do quotidiano atribulado e intenso do Serviço de Urgência Central do maior hospital do país, o hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde diariamente são atendidas centenas de pessoas. Quem são elas? Porque motivos lá vão? E quem são os profissionais de saúde que escolhem trabalhar num sítio onde quase tudo é imprevisível e o mundo lá fora parece nunca dar tréguas? Este livro tenta retratar a realidade de um serviço de urgência tal como ela é.
A Ameaça
A Ameaça  Bom
 Comentários úteis
 Bom
Policial! Unanimemente considerado um dos mestres actuais do policial, Ken Follett tem a capacidade única de, a cada novo romance, reinventar o próprio thriller. Em A Ameaça, um poderoso agente antiviral desaparece misteriosamente das instalações da Oxenford Medical, uma empresa farmacêutica que está a desenvolver um antivírus para uma das mais perigosas variedades do Ébola. Quem o poderá ter roubado? E com que obscuras intenções? Toni Gallo, responsável pela segurança da empresa, está profundamente consciente da terrível ameaça que o seu desaparecimento pode significar. Mas o que Toni, Stanley Oxenford, o director da empresa, e a própria polícia vão encontrar pela frente é um pesadelo capaz de ultrapassar os seus piores receios Traições, violência, heroísmo e paixão num thriller absolutamente brilhante.
Cafuné
Cafuné  Bom
 Comentários úteis
 Bom
De onde vem o Cafuné? Cafuné centra-se na figura de Rodrigo Favinhas Mendes, um bom malandro que não resiste aos encantos femininos e que se torna amigo de um ex-frade, Frei Urbino de Santiago, que acaba por ser o seu conselheiro e zelador espiritual. É que Rodrigo tem um coração gigante onde cabem muitas mulheres bonitas, dispostas a um carinho que ele é incapaz de recusar
Hitler
Hitler  Médio
 Comentários úteis
 Médio
Chegada à 2ª guerra mundial! Giulio Ricchezza trabalha todos os pormenores que deram origem ao período mais nefasto da história mundial. O responsável máximo desse caos tem como nome próprio Adolf Hitler, mas falar do Fuhrer sem passar por Goebbels, Goering, Himmler, Ribentrop, Hess, Eckart ou até por Chamberlain, Estaline e Mussolini. Conseguimos perceber a inteligência de Estaline e a passividade de Mussolini assim como a necessidade de evitar a guerra por parte de britânicos e franceses. A invasão à Polónia e a necessidade de conquistar a Checoslováquia é outro dos pontos importantes por onde viaja este livro. Se Hitler foi responsável pelo massacre de milhares de vidas existem outros responsáveis por permitirem que isso se fosse precipitando. Definiria este livro com uma frase dele prórpio: "Eis o que foi Hitler: um destruidor por excelência, mais nefasto que Átila e mais cruel que Tamerlão."
 Comentários úteis
 Fantástico
Elucidativo! Na Carta a um Bom Português, o autor apresenta-nos um manual para fazer a Revolução de Cidadania que falta no País de modo a que se possa criar uma Economia mais produtiva e uma Sociedade mais equilibrada; uma Revolução de Cidadania para ajudar os governantes a resolver os bloqueios gravíssimos que nos prejudicam; para obrigar os políticos a fazerem o que têm de fazer: reduzir a influência dos lóbis que nos esmagam a todos, cidadãos e empresas. Uma Revolução que à partida não é destinada a derrubar Governos, mas sim a fixar-lhes um objectivo prioritário - Obrigá-los a reconstruir Portugal. E se não forem capazes, então sim, forçar os políticos incapazes a abandonar o Poder.
Impunidade
Impunidade  Médio
 Comentários úteis
 Médio
Escandaloso! Ler este livro mostra o quão graves são alguns casos com os quais fomos confrontados anos a fio sem serem encontrados os culpados. É escandaloso a passividade da nossa justiça, que resolve tudo ou por prescrição quando há provas para resolver ou por falta de provas quando não as querem ver.
 Comentários úteis
 Bom
Fascinante! O Voo das Águias é um thriller soberbo, baseado numa história verídica que se passou no contexto da revolução iraniana liderada por Khomeini para derrubar o regime ditatorial do Xá Reza Pahlevi. Em dezembro de 1978, dois executivos da sucursal iraniana da EDS são detidos numa prisão de alta-segurança de Teerão. Quando Ross Perot, o fundador e presidente da empresa em Dallas, sabe do que se passa, decide salvar as vidas dos seus dois colaboradores a qualquer custo. Uma missão heroica, extremamente delicada e perigosa, e o desenlace, imprevisível. Uma história extraordinária onde a aventura, o suspense e o desespero são absolutamente reais.
Marina
Marina  Bom
 Comentários úteis
 Bom
Surpreendente! Marina é um dos primeiros livros de Zafon e surpreende pela dinâmica que a história vai assumindo e a escrita cativa-nos para uma leitura confortável e simples.
 Comentários úteis
 Médio
Simples! Uma rua com destino traçado... Uma relação com o destino traçado... Avanços e recuos são uma constante o que permite passar um bom bocadinho de leitura.
 Comentários úteis
 Bom
Cativante... A forma como o autor nos cativa para o final inesperado é fantástica. Todos os malandros apresentam uma história que acaba por ser o retrato da nossa sociedade, quem se safa é o Chico esperto! ;) Recomendo.