O Barrete de Guizos - O Homem, a Besta e a Virtude

Luigi Pirandello (Autor) Lançamento a 15 novembro 2018 Edição em Português
    O Barrete de Guizos - O Homem, a Besta e a Virtude_0
    O Barrete de Guizos - O Homem, a Besta e a Virtude
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento 15/11/2018
      Editor Companhia das Ilhas
      Coleção Azulcobalto Teatro

      Ver todas as características

    • Nestas duas peças, "O Barrete de Guizos" e "O Homem, a Besta e a Virtude", mergulhamos no tema da “traição adúltera”, entramos dentro de um universo que sendo italiano do sul, é nosso, pleno da sombra apodrecida do puritanismo, da omnipresença da moral religiosa – sim, a dessa igreja que fez da pedofilia uma indústria particularmente perversa intra-muros. Mas tudo se reconduz à “normalidade” por vias ínvias, no Barrete a esposa enganada que delatara publicamente o caso tem de declarar-se louca – por tê-lo feito – para que o... Ver mais

    • 12 €
      10,80 €

      Em stock online

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial O Barrete de Guizos - O Homem, a Besta e a Virtude

    • Vantagem Aderente: 10% Desconto imediato
    10% desconto imediato em livros
    O Cartão Fnac dá-te 10% desconto imediato sobre o preço de editor, não acumulável com outras promoções.

    Mais Informações O Barrete de Guizos - O Homem, a Besta e a Virtude

    Nestas duas peças, "O Barrete de Guizos" e "O Homem, a Besta e a Virtude", mergulhamos no tema da “traição adúltera”, entramos dentro de um universo que sendo italiano do sul, é nosso, pleno da sombra apodrecida do puritanismo, da omnipresença da moral religiosa – sim, a dessa igreja que fez da pedofilia uma indústria particularmente perversa intra-muros. Mas tudo se reconduz à “normalidade” por vias ínvias, no Barrete a esposa enganada que delatara publicamente o caso tem de declarar-se louca – por tê-lo feito – para que o marido da amante do marido, Ciampa, não perca a face, em "O Homem, a Besta e a Virtude", a gravidez adúltera é resolvida com afrodisíacos num bolo providencial, cumprindo o marido o seu dever sexual já depois da gravidez acontecida, para que a criança que vem seja o fruto aparente de um verdadeiro sémen marital.

    Duas comédias bem negras sob ponto de vista da amoralidade que expõem nos enredos delirantes que concebem. Um teatro da convenção burguesa mas anti-burguês, que goza com essa sociedade que estabelece a mentira como norma, necessidade, para tudo continuar como era.

    Características detalhadasO Barrete de Guizos - O Homem, a Besta e a Virtude

    OUTRAS OBRAS de Luigi Pirandello

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES O Barrete de Guizos - O Homem, a Besta e a Virtude

    Condições de Utilização

    Ver também