O Castelo de Onde Nunca se Regressa

Álvaro Magalhães (Autor) MAGALHÃES, ÁLVARO (Autor) Carlos J. Campos (Autor) Novas Crónicas do Vampiro Valetim Lançamento a 7 junho 2016 Edição em Português
    O Castelo de Onde Nunca se Regressa_0
    O Castelo de Onde Nunca se Regressa
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento 07/06/2016
      Editor Edições Asa

      Ver todas as características

    • Valentim, Diana e Violeta seguem o professor Higgins até um castelo quase em ruínas numa zona remota e inacessível. Os aldeãos chamam-lhe, ainda, “o castelo de onde nunca se regressa”, pois quem lá ia, no passado, nunca mais voltava. Lá dentro, está o terceiro fragmento da “Luz de Merlin”, a pedra mágica que eles procuram, e também o Poço da Morte, que diziam não ter fundo e atravessar o mundo de um lado ao outro. Entretanto, no Porto, Mil-Homens monta a sua próxima operação de caça aos vampiros: a Operação “Feliz Natal”... Ver mais

    • Vendido pela Fnac  7,08 €
    • 1 novo desde 8,85 €  
    • Todas as ofertas
      • 8,85 € Custos de envio +2,99 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        Gomes Books
        (4046)
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição O Castelo de Onde Nunca se Regressa

    Valentim, Diana e Violeta seguem o professor Higgins até um castelo quase em ruínas numa zona remota e inacessível. Os aldeãos chamam-lhe, ainda, “o castelo de onde nunca se regressa”, pois quem lá ia, no passado, nunca mais voltava.

    Lá dentro, está o terceiro fragmento da “Luz de Merlin”, a pedra mágica que eles procuram, e também o Poço da Morte, que diziam não ter fundo e atravessar o mundo de um lado ao outro.

    Entretanto, no Porto, Mil-Homens monta a sua próxima operação de caça aos vampiros: a Operação “Feliz Natal” (sim, estamos no Natal). Ele e Medronho adotaram a identidade de dois homens que iam pintar a fachada da casa dos Perestrelo.

    E lá vão eles, a assobiar. Será desta, talvez por ser Natal, que finalmente os vão caçar?

    Características detalhadasO Castelo de Onde Nunca se Regressa

    OUTRAS OBRAS de Álvaro Magalhães

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES O Castelo de Onde Nunca se Regressa

    Condições de Utilização

    Ver também