O Engenho

    • O Engenho_0
    O Engenho

    Venda o seu O Engenho com apenas alguns cliques,
    em fnac.pt

    1. Vende o teu produto
    2. Um cliente compra o teu produto
    3. Envia o teu produto
    4. Recebe o pagamento
    Passar para conta Pro!
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Editor Antígona

      Ver todas as características

    • Cuba, anos 70. Um engenho de açúcar. Milhares de jovens recrutados à força, tal como os escravos no séc. XVI, trabalham nas plantaçoes de cana, base económica de Cuba enquanto a União Soviética garantiu o escoamento da produção. Em condiçoes miseráveis e absolutamente infames, são obrigados a atingir as elevadas quotas de produção decretadas pelo Grande Ditador.
      O Engenho constitui a primeira parte da trilogia Leprosorio e nela Reinaldo Arenas (1943-1990), poeta e romancista dissidente, expulso de Cuba e condenado ao...
      Ver mais

    • Stock esgotado

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição O Engenho

    Cuba, anos 70. Um engenho de açúcar. Milhares de jovens recrutados à força, tal como os escravos no séc. XVI, trabalham nas plantaçoes de cana, base económica de Cuba enquanto a União Soviética garantiu o escoamento da produção. Em condiçoes miseráveis e absolutamente infames, são obrigados a atingir as elevadas quotas de produção decretadas pelo Grande Ditador.
    O Engenho constitui a primeira parte da trilogia Leprosorio e nela Reinaldo Arenas (1943-1990), poeta e romancista dissidente, expulso de Cuba e condenado ao exílio em 1980, remonta à época dos Descobrimentos para narrar a sua experiencia nas UMAP, Unidades Militares de Ajuda à Produção, na realidade campos de trabalho forçado para onde eram enviados muitos dos indesejados da sociedade, entre os quais os homossexuais.
    Para contar a história dos dulcíssimos grãos de açúcar, refinados à custa de sucessivas humilhaçoes e variadas formas de opressão, Arenas utiliza uma linguagem que se aproxima frequentemente da oralidade, misturando elementos étnicos com uma crueza brutal que reproduz, linha após linha, o indizível sofrimento provocado pela escravatura.

    Características detalhadasO Engenho

    OUTRAS OBRAS de Reinaldo Arenas

      Vais ser redirecionado para fora da fnac.pt

      Ao clicar em "download" vais ser redireccionado para o site kobo.com onde poderás fazer download do título selecionado utilizando os dados de acesso da tua conta Fnac. Caso não tenhas uma conta Fnac, terás de criar uma conta em Kobo.com para usufruíres de todas as funcionalidades e vantagens Kobo.

      Atenção Ocorreu um erro, por favor, tenta novamente mais tarde.