O Existencialismo é um Humanismo

Vergílio Ferreira (Autor) FERREIRA, VERGILIO E JEAN P SARTRE (Autor) Da Fenomenologia a Sartre Lançado em junho de 2012 Edição em Português
    O Existencialismo é um Humanismo_0
    O Existencialismo é um Humanismo
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento junho 2012
      Editor Quetzal Editores

      Ver todas as características

    • «Mas o que é então o Existencialismo? Sartre define o, como vimos, a partir do princípio de que, não existindo Deus, «há pelo menos um ser no qual a existência precede a essência, um ser que existe antes de poder ser definido por um conceito», sendo este ser «o homem», ou, como diz Heidegger, a «realidade humana».
      Para Sartre, portanto, o homem primeiro existe e depois é; primeiro age e depois define se a partir de tal acção. Não tem o homem pois uma «natureza» dada previamente, não se define antes de existir, mas a sua...
      Ver mais

    • 16,60 €
      14,94 €

      Encomenda ao editor, expedido em 2 a 4 dias

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial O Existencialismo é um Humanismo

    • Vantagem Aderente: 10% Desconto imediato
    10% desconto imediato em livros
    O Cartão Fnac dá-te 10% desconto imediato sobre o preço de editor, não acumulável com outras promoções.

    Descrição O Existencialismo é um Humanismo

    «Mas o que é então o Existencialismo? Sartre define o, como vimos, a partir do princípio de que, não existindo Deus, «há pelo menos um ser no qual a existência precede a essência, um ser que existe antes de poder ser definido por um conceito», sendo este ser «o homem», ou, como diz Heidegger, a «realidade humana».
    Para Sartre, portanto, o homem primeiro existe e depois é; primeiro age e depois define se a partir de tal acção. Não tem o homem pois uma «natureza» dada previamente, não se define antes de existir, mas a sua definição, o que ele é, a sua «essência», será o que ele fizer, será o que ele se constrói, existindo. O homem, pois, faz se (como já Mirandola pensou em De hominis dignitate) ou é, genericamente, a «soma» dos seus actos (como Malraux proclama).»

    Características detalhadasO Existencialismo é um Humanismo

    OUTRAS OBRAS de Vergílio Ferreira

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES O Existencialismo é um Humanismo

    Condições de Utilização

    Ver também