O Inspector

Nikolai Gógol (Autor) Comédia em Cinco Actos Lançado em março de 2009 Edição em Português
    O Inspector_0
    O Inspector
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento março 2009
      Editor Assírio & Alvim
      Coleção O Imaginário

      Ver todas as características

    • A publicação de O Inspector em português é a nossa homenagem a Gógol na passagem do bicentenário (1 de Abril de 1809) do seu nascimento. O Inspector foi estreado em19 de Abril de 1836 noTeatro Aleksandrínski de Petersburgo, na presença do imperador e da alta sociedade. Foi um êxito e um escândalo: a farsa foi aplaudida pelos liberais e atacada pelos conservadores. A partir de então, como era habitual no instável Gógol - um fervoroso conservador -, instalou-se um grave mal-entendido entre a peça e o seu autor, e este passou... Ver mais

    • 15,50 € 12,40 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • Levantamento
      gratuito em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Devoluções
      gratuitas em loja

    1 oferta especial O Inspector

    • PROMOÇÃO TENS TANTO PARA LER
    TENS TANTO PARA LER: 20% a 50% desconto imediato em TODOS OS LIVROS, incluindo Novidades e Pré-Vendas.
    Promoção exclusiva online, válida apenas dia 26 de maio 2020.
    "Iniciativa promocional nos termos do regime jurídico do preço fixo do livro", de acordo com a alínea b) do n.º 2 do artigo 14.º da Lei do Preço Fixo do Livro.
    Aplicável nos artigos assinalados e vendidos pela Fnac.pt (exclui eBooks, Livro Escolar e artigos vendidos pelo Marketplace).
    Limitado ao stock existente, não acumulável com outras promoções nem com os 10% desconto imediato em livros para aderentes Cartão Fnac.

    Descrição O Inspector

    A publicação de O Inspector em português é a nossa homenagem a Gógol na passagem do bicentenário (1 de Abril de 1809) do seu nascimento. O Inspector foi estreado em19 de Abril de 1836 noTeatro Aleksandrínski de Petersburgo, na presença do imperador e da alta sociedade. Foi um êxito e um escândalo: a farsa foi aplaudida pelos liberais e atacada pelos conservadores. A partir de então, como era habitual no instável Gógol - um fervoroso conservador -, instalou-se um grave mal-entendido entre a peça e o seu autor, e este passou a justificar-se, a arranjar, a reescrever a sua comédia durante mais de 10 anos. Mas era uma comédia que já não lhe pertencia e seguia o seu caminho com independência e fereza.
    «O Inspector é o ponto culminante do riso na obra de Gógol, a sua criação mais cómica, mais irremissivelmente cómica», diz Andrei Siniávski, o grande especialista russo da obra de Gógol.No entanto, a natureza ambivalente do homem e do artista Gógol - os elementos antinómicos de pesadelo de um lado e os do riso desenfreado do outro - traçam juntos as linhas definidoras desta comédia que revolucionou o teatro russo.Otema do falso inspector foi-lhe dado por Púchkin («dê-me um tema, divertido ou não, mas que seja um episódio verdadeiramente russo»—assim escreveu o autor ao seu poeta protector), e deve sublinhar-se este verdadeiramente russo.

    Características detalhadasO Inspector

    OUTRAS OBRAS de Nikolai Gógol

    Ver também