O Islão é Charlie?

Considerações blasfemas sobre o Islão e a modernidade Lançado em maio de 2018 (ePub) em Português
    O Islão é Charlie?_0
    O Islão é Charlie?
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento maio 2018
      Editor Objectiva
      Formato ePub

      Ver todas as características

    • «No momento em que o Presidente Hollande abraçava Pelloux, colunista do Charlie Hebdo, em frente aos escritórios do jornal, um pássaro defecou na manga do casaco de Hollande.» Este momento de sublime ironia dá a Slavoj o mote para uma reflexão crítica sobre os acontecimentos que tiveram lugar em Paris a 7 de Janeiro de 2015. Para o filósofo mais carismático e polémico da actualidade, «é agora o momento certo para ganhar coragem e reflectir»

    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição O Islão é Charlie?

    «No momento em que o Presidente Hollande abraçava Pelloux, colunista do Charlie Hebdo, em frente aos escritórios do jornal, um pássaro defecou na manga do casaco de Hollande.» Este momento de sublime ironia dá a Slavoj o mote para uma reflexão crítica sobre os acontecimentos que tiveram lugar em Paris a 7 de Janeiro de 2015. Para o filósofo mais carismático e polémico da actualidade, «é agora o momento certo para ganhar coragem e reflectir»

    Resumo O Islão é Charlie?

    Considerações blasfemas sobre o Islão e a modernidade.

    «O filósofo mais perigoso do Ocidente.»
    Adam Kirsch, The New Republic

    «No momento em que o presidente François Hollande abraçava Patrick Pelloux, médico e colunista do Charlie Hebdo, em frente às instalações do jornal, um pássaro defecou no ombro direito de Hollande.»

    Este momento de sublime ironia dá a Slavoj Zizek o mote para uma reflexão crítica, por vezes incómoda, sobre os acontecimentos que tiveram lugar em Paris, na redacção do jornal satírico Charlie Hebdo, a 7 de Janeiro de 2015.

    «O ataque ao Charlie Hebdo não foi um mero 'acto de horror passageiro'.» Partindo da condenação inequívoca do massacre perpetrado, sem qualquer relativização possível, Zizek sugere linhas de análise filosóficas, políticas, sociais e religiosas da maior relevância e apela à necessidade de não se sucumbir à islamofobia nem ao medo patológico do rótulo de intolerante. Uma abordagem esclarecida e esclarecedora do radicalismo islâmico que tenta lançar alguma luz sobre a origem política e psicológica de alguns dos seus dogmas mais profundos.

    Obstinado e provocador, o discurso de Zizek expõe e explora os limites do liberalismo numa sociedade em crise e em choque com o fundamentalismo terrorista.

    Para o filósofo mais carismático e polémico da actualidade, «é agora o momento certo para ganhar coragem e reflectir».

    Características detalhadasO Islão é Charlie?

    • Autor Slavoj Žižek
    • Editor Objectiva
    • Data de lançamento fevereiro 2015
    • EAN 978-9898775283
    • ISBN 9789898775283
    • Dimensões 13,8 x 20,8 cm
    • Nº Páginas 88
    • Encadernação Capa mole

    CARACTERÍSTICAS DO EBOOK

    • Formato ePub
    • Editor Objectiva
    • Data de lançamento maio 2018
    • EAN 9789896654832
    QUE FORMATO PARA O MEU EBOOK?

    OUTRAS OBRAS de Slavoj Žižek

    Ver também