• Loja
  • Blog FNAC
Tecnologia / Acessórios

O melhor do Android no teu pulso

BlogFNAC
Por BlogFNAC
Em 30/04/2018
1270
O melhor do Android no teu pulso

O Android aterrou no mundo dos wearables há quatro anos, quando a Google lançou a edição inaugural do Android Wear, o primeiro OS dedicado a este tipo de dispositivos. É uma versão do sistema operativo desenhada para os aparelhos que se usam no corpo, principalmente relógios inteligentes, que vai buscar algumas das melhores funcionalidades do Android para um novo formato. Os programadores podem adaptar as suas aplicações a estes gadgets, que têm características e necessidades diferentes – nomeadamente ecrãs muito pequenos, menor potência de processamento e necessidade de poupança de energia.


A categoria dos wearables vai desde relógios inteligentes a pulseiras de atividade, auscultadores inteligentes que medem o ritmo cardíaco, gadgets que monitorizam a qualidade do sono, óculos de realidade virtual e até colares e pulseiras conectadas. No entanto, é nos relógios inteligentes que está a maior competição e as melhores características deste tipo de aparelhos que se usam no corpo. Não é de estranhar, portanto, que a Google tenha mudado o Android Wear para Wear OS e o tenha focado nos smartwatches.

 cover_smartwatch

 

 

O que é o Wear OS

 

Foi lançado há pouco tempo e é uma renovação da estratégia da Google. O Wear OS, que ao contrário do Android para smartphones e tablets não é open source, vem substituir o Android Wear. O sistema operativo é compatível tanto com dispositivos Android (a partir da versão 4.4) como iOS (do 9.3 para cima), mas quem usa Android tem acesso a funcionalidades exclusivas. Pode ser usado em diferentes formatos, desde relógios com ecrãs redondos a quadrados ou retangulares, e tem uma série de aplicações nativas disponíveis na loja Google Play.

 

A próxima versão já tem um preview para programadores e é baseada no Android P, que vai suceder ao Oreo em agosto de 2018. Algumas das novidades que traz envolvem poupanças significativas no consumo da bateria, uma boa notícia tendo em conta que também nos wearables existe este problema. A maioria dos relógios inteligentes dura poucos dias, dependendo do alcance das funcionalidades e conectividade (um relógio com 3G e independência do smartphone gasta mais bateria).

 

 

Porquê usar um wearable Android

 

Um dos principais trunfos do Wear OS baseado em Android é que integra o Google Assistant, o assistente inteligente que alimenta os altifalantes Google Home e está disponível também nos smartphones e tablets. Uma vez que os wearables são usados em conjunção com o smartphone, as notificações são das funcionalidades mais úteis: o utilizador sente uma pequena vibração e pode tomar ação de imediato. Por exemplo, ao receberes uma mensagem enquanto conduzes, podes responder ditando a resposta ao wearable via Google Voice Typing.

 

Como o Wear OS não tem código aberto, a Google trabalha com um número específico de fabricantes para conceber a melhor experiência possível. Entre as opções que o sistema oferece está a possibilidade de “acordar” o relógio mexendo o pulso; também é útil obter indicações de navegação para qualquer lado, tanto a pé como de bicicleta, e sentir o modelo vibrar de cada vez que é preciso virar à esquerda ou à direita.

 

Ao contrário de outros sistemas, o Wear OS é fiável e suportado por um ecossistema forte, estando disponível numa série de marcas de confiança que trabalham com a Google para assegurar uma integração sem espinhas do sistema nos seus dispositivos.

 

 

A melhor forma de sempre

 

Não é novidade que o mercado está principalmente virado para wearables que te ajudam a monitorizar o exercício físico e a melhorar a tua condição. O Wear OS é desenhado para suportar o rastreio de atividades, como corrida e caminhada, o batimento cardíaco ao longo do dia, contar passos e quantas calorias estão a ser queimadas. Traz de raiz a app Google Fit e há outras na loja Google Play para estes efeitos, como a Runtastic, a Lifesum e a Strava. O objetivo é incentivar o utilizador a mexer-se mais e a estabelecer metas, podendo contar com um treinador pessoal virtual. A navegação GPS ajuda aqueles que gostam de correr ao ar livre e querem mapear o seu percurso. Embora isto seja comum em pulseiras de atividade, a vantagem de um smartwatch com Wear OS é que tem todas as outras funcionalidades além da componente de exercício físico.

 

 

O que mais faz o Wear OS?

 

Com o Google Assistant, basta dizer “OK, Google” ou pressionar um botão para saber como está o tempo, registar um lembrete ou começar uma corrida. O sistema também inclui Google Pay, o serviço de pagamento digital que veio substituir o Android Pay, e algumas das apps mais úteis do universo Google. São os casos de Calendário, Mapas e Keep, uma app que permite tirar notas e assentar ideias a qualquer momento. O utilizador pode ver e responder a e-mails, mensagens SMS, ver informações de voo ou de trânsito, entre muitas outras funcionalidades.

 

Dependendo da capacidade do dispositivo, o Wear OS permite armazenar e ouvir músicas, emparelhando auscultadores Bluetooth e acedendo ao Google Play Music, sem necessidade de uma ligação ao telefone. Por outro lado, é também possível controlar mais apps de música no telemóvel, tal como o Spotify.

 

Por fim, o acesso à Google Camera significa que podes tirar uma foto com o telemóvel usando o botão do relógio inteligente, ver fotografias no ecrã e usar outras apps que dão ainda mais possibilidades de controlo.

 

 

Escolhe o teu estilo

 

Tal como no universo de smartphones e tablets Android, o Wear OS está disponível numa variedade incrível de estilos. Várias marcas de moda e relojoeiros tradicionais aderiram à tecnologia e lançaram os seus smartwatches inteligentes com Wear OS em modelos em que o design é prioridade. Há o Tag Heuer Connected Modular 41, o Fossil Q Control, o Hugo Boss Touch, o Guess Connect e o Michael Kors Access. Emporio Armani, Diesel, Louis Vuitton, Casio e Montblac são outras das marcas de peso que criaram relógios inteligentes com Wear OS; a maioria tem um design clássico, com formato redondo e um ou dois botões laterais.

 

Quanto às marcas de tecnologia, a LG tem o Watch Sport e o Watch Style, a Huawei tem o Watch 2 e Watch 2 Classic e a ZTE apresenta o Quartz.

 

DESCOBRE MAIS SOBRE A ANDROID EXPERIENCE AQUI.

A tua nota : Je détesteJe n'aime pasCa vaJ'aimeJ'adore
2 relacionados
Smartwatch Huawei Watch 2 Classic - Titan Grey

Smartwatch Huawei Watch 2 Classic - Titan Grey

Smartwatch a partir de :513,65 €
Smartwatch Huawei Watch 2 - Carbon Black

Smartwatch Huawei Watch 2 - Carbon Black

Smartwatch a partir de :205,56 €
Atenção Ocorreu um erro, por favor, tenta novamente mais tarde.