Gaming

Os 11 jogos mais importantes para o Gaming

ExpertFnac
Por ExpertFnac
Em 15/11/2017
576
Os 11 jogos mais importantes para o Gaming

 

destaque

 

Sem qualquer um destes jogos, o gaming não seria como hoje o conhecemos. 


spacewarSpacewar! (1962)

Desenvolvido em 1962 por Steve Russell, Spacewar! é um videojogo de combate espacial que foi sendo progressivamente adaptado por estudantes no Massachusetts Institute of Technology. Spacewar tem de integrar esta lista apenas por ter sido o primeiro jogo a ser jogado em várias plataformas diferentes.





pong

Pong (1972) 

Não é por nada que a Atari ainda hoje surge em grande destaque em obras-primas de ficção científica, como Blade Runner 2049. A companhia foi pioneira da indústria das consolas ao lançar Pong em 1972, um primeiro grande jogo com grande sucesso comercial – sem ele as consolas como hoje as conhecemos não existiriam.





Pac-Man (1980)

pacman

O labirinto mais famoso do mundo contribuiu como poucos jogos para o desenvolvimento de mecânicas essenciais que ainda hoje são muito populares como ‘power-ups’, itens bónus, inimigos conduzidos por inteligência artificial e, talvez a maior influência de todas, o uso de um personagem forte e altamente relacionável. Pac-Man – a conhecida pizza com uma fatia a menos – tornou-se um ícone que inspirou livros e cartoons e que ensinou a indústria quanto ao valor de uma mascote.



tetris

Tetris (1984)

O avô de todos os puzzles, e o principal amplificador do tema Korobeiniki que, já agora, é um hino do Coro do Exército Vermelho. Agora a sério: o Tetris foi originalmente lançado em Moscovo em 1984, mas foi em 1989, no Game Boy da Nintendo, que este jogo vendeu 35 milhões de cópias, tornando-se, assim, o jogo que levou o Gaming ‘portátil’ às massas. Chegou a mais de 30 plataformas e foi jogado mais de um milhão de vezes todos os dias durante um longo período de tempo. 




Legend of Zelda (1986)

Zelda

Antes de The Witcher, Elder Scrolls e muito antes de Game of Thrones, a Nintendo chegou-se à frente com um título que mudaria para sempre a industria dos videojogos: Legend of Zelda, um jogo que em 1986 trouxe muita inovação. Os jogadores podiam controlar o protagonista, Link, e não Zelda, por todo o mapa e, finalmente, podiam salvar o seu progresso. Antes de Zelda, os gamers eram obrigadores a pausar o jogo e rezar para que a mãe não desligasse a consola.



Wolfenstein 3D (1992)

wolfenstein

O protagonista do género ainda hoje reconhecido por ‘first person shooter’ nasceu a 5 de maio de 1992. Esta disrupção, que subentende um ponto de vista na primeira pessoa, teria de compreender um fator determinante: 3D. O género continua a ser um dos mais procurados do mundo: Doom e Call of Duty são exemplos que falam por si. Além disso, Wolfenstein foi também revolucionário por ter sido lançado como ‘shareware’, o que significa que os jogadores podiam copiar o jogo e partilhá-lo entre amigos – caso decidisses que querias manter o jogo, era-te exigido um pagamento simbólico.

Wolfenstein é efetivamente reconhecido como o pai dos FPS, e Doom (1993) é o jogo que refinou o género e transformou as bases de Wolfenstein no puro FPS que hoje conhecemos. 



super mario 64Super Mario 64 (1996)

Há muitos jogos do Mario que poderiam integrar esta lista, pelo que a escolha teve de ser feita. Escolhemos o Super Mario 64, um jogo que protagonizou o lançamento da Nintendo 64 e foi na altura amplamente creditado com a responsabilidade de, sozinho, assegurar a sobrevivência do chamado ‘home videogame’. Além disso, este jogo foi um dos primeiros a usar adequadamente o 3D e da forma mais divertida possível: coleccionando moedas, saltitando sobre poças de lava e, obviamente, salvando a princesa.




UltimaUltima Online (1997)

Seguramente que fãs de RPGs (Role-Playing Games) se recordam da série Ultima, que datam dos inícios da década de 80. Contudo, quando a Eletronic Arts agarrou no título, mudou o gaming para sempre através do online. Os jogadores podiam efectivamente jogar entre si e cruzar espadas naquele que será para sempre relembrado como o pai dos MMO (Massively Multiplayer Games). Esse género ganhou dimensões colossais, muito graças a títulos como World of Warcraft.



starcraft

StarCraft (1998)

A maior parte dos jogos de estratégia em tempo-real em meados dos anos 90 apresentavam-se como dois lados simétricos em disputa. StarCraft foi o primeiro a introduzir três raças completamente únicas, um rasgo estratégico que redefiniu o género RTS (Real-Time Strategy), tornando-o muito mais complexo e profundo, tanto de um ponto vista estratégico como narrativo.



mgs

Metal Gear Solid (1999)

Um jogo vive das suas mecânicas, pelo que o gameplay muitas vezes acaba por roubar todo o protagonismo à narrativa. Mas as coisas mudaram graças a jogos como o Metal Gear Solid, que provou haver espaço para tudo. MGS da Playstation cruzava stealth e ação de uma forma única e cada sala repleta de guardas era um puzzle com inúmeras soluções, para não falar nas memoráveis lutas contra o boss de cada nível. Tudo isto era espectacular só por si, mas a verdade é que o jogo ficou incrivelmente mais rico graças à história, que colocava questões complexas sobre a sociedade, a guerra e a humanidade, isto através de um completo ‘voice-acting’ que transportava um dramatismo e uma maturidade que poucos jogos alguma vez sequer se haviam atrevido a tentar explorar. As personagens são complexas e os momentos de quebra da quarta muralha eram simplesmente incríveis. Obrigado, Hideo Kojima.


Grand Theft Auto III (2001)

GTA

GTA III leva a série para o 3D e preenche as ruelas da Liberty City com gangues, ladrões e polícias corruptos. Mas o melhor é o facto de o jogo desafiar o jogador a encontrar o seu próprio caminho entre o caos, numa estrutura e estilo de jogo que inspirou (e continua a inspirar) inúmeros outros títulos. Foi revolucionário: a divisão entre história principal e missões secundárias, a liberdade de simplesmente te poderes fazer à estrada com uma mota roubada e uma caçadeira na mão… uma coligação de forças convencionais como RPG, aventura e shooter resultam num verdadeiro Padrinho do gaming – GTA III.


A tua nota : Je détesteJe n'aime pasCa vaJ'aimeJ'adore