Philip Roth

Fotografia © Nancy Crampton
Philip Roth (1933-2018) é uma das maiores vozes da literatura americana.
Em 1997, ganhou o Prémio Pulitzer com Pastoral Americana. Em 1998, recebeu a Medalha Nacional de Artes da Casa Branca e, em 2002, o mais alto...
Ler Biografia
Philip Roth
Fotografia © Nancy Crampton
Philip Roth (1933-2018) é uma das maiores vozes da literatura americana.
Em 1997, ganhou o Prémio Pulitzer com Pastoral Americana. Em 1998, recebeu a Medalha Nacional de Artes da Casa Branca e, em 2002, o mais alto galardão da Academia Americana de Artes e Letras, a Medalha de Ouro da Ficção, anteriormente atribuída a John dos Passos, William Faulkner e Saul Bellow, entre outros. Ganhou por duas vezes o National Book Award, o PEN/Faulkner Award e o National Book Critics Circle Award.
Em 2005, A Conspiração contra a América recebeu o prémio da Sociedade de Historiadores Americanos pelo «excecional romance histórico sobre um tema americano, relativo a 2003-2004», e foi considerado Melhor Livro do Ano por inúmeras publicações, entre elas: New York Times Book Review, San Francisco Chronicle, Boston Globe, Chicago Sun-Times, Los Angeles Times Book Review, Washington Post Book World, Time e Newsweek. No Reino Unido, A Conspiração contra a América recebeu o WH Smith Award para Melhor Livro do Ano, fazendo de Roth o primeiro escritor em quarenta e seis anos de história deste prémio a ganhá-lo por duas vezes.
Em 2005, Roth também se tornou no terceiro escritor americano vivo a ter a sua obra publicada numa edição completa e definitiva pela Library of America. Dos nove volumes, os últimos dois foram publicados em 2013. Em 2011, foi-lhe entregue, na Casa Branca, o prémio National Humanities Medal, e, mais tarde nesse ano, tornou-se no quarto vencedor do Man Booker International Prize. No ano seguinte, recebeu o Prémio Príncipe das Astúrias, a maior distinção de Espanha.