Poesia de Alberto Caeiro

CAEIRO, ALBERTO (Autor) Fernando Pessoa (Autor) Lançado em junho de 2011 Edição em Português
    Poesia de Alberto Caeiro_0
    Poesia de Alberto Caeiro
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento junho 2011
      Editor Assírio & Alvim

      Ver todas as características

    • A Poesia de Alberto Caeiro, peça central e fundadora da heteronímia pessoana, aparece finalmente numa excelente edição de Richard Zenith e Fernando Cabral Martins. Leituras melhoradas, poemas e fragmentos inéditos e posfácios de ambos os investigadores constituem um significativo enriquecimento do “corpus” até agora conhecido. A leitura destes poemas permite-nos compreender, como Caeiro, “que a Natureza existe. Verifiquei que as árvores, os rios, as pedras são cousas que verdadeiramente existem. Nunca ninguém tinha pensado... Ver mais

    • 20 €
      18 €

      Apenas 1 em stock

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial Poesia de Alberto Caeiro

    • Vantagem Aderente: 10% Desconto imediato
    10% desconto imediato em livros
    O Cartão Fnac dá-te 10% desconto imediato sobre o preço de editor, não acumulável com outras promoções.

    Descrição Poesia de Alberto Caeiro

    A Poesia de Alberto Caeiro, peça central e fundadora da heteronímia pessoana, aparece finalmente numa excelente edição de Richard Zenith e Fernando Cabral Martins. Leituras melhoradas, poemas e fragmentos inéditos e posfácios de ambos os investigadores constituem um significativo enriquecimento do “corpus” até agora conhecido. A leitura destes poemas permite-nos compreender, como Caeiro, “que a Natureza existe. Verifiquei que as árvores, os rios, as pedras são cousas que verdadeiramente existem. Nunca ninguém tinha pensado nisso”.

    Características detalhadasPoesia de Alberto Caeiro

    OUTRAS OBRAS de CAEIRO, ALBERTO

    Ver também