Poesias - Heterónimos

Fernando Pessoa (Autor) Edição em Português
    • Poesias - Heterónimos_0
    Poesias - Heterónimos

    Venda o seu Poesias - Heterónimos com apenas alguns cliques,
    em fnac.pt

    1. Vende o teu produto
    2. Um cliente compra o teu produto
    3. Envia o teu produto
    4. Recebe o pagamento
    Passar para conta Pro!
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Editor Porto Editora
      Coleção Clássicos

      Ver todas as características

    • Metas Curriculares de Português
      Leitura obrigatória para o 12.º ano de escolaridadeTorno-me eles e não eu - é deste modo que Pessoa reconhece a sua personalidade múltipla. A par desta personalidade, a sua escrita caracteriza-se pela pluralidade e diversidade; é uma escrita de inúmeros rostos e temas diferentes, de "outros eus", a quem o poeta atribui uma personalidade e vida próprias.Os heterónimos Alberto Caeiro, o mestre, Ricardo Reis e Álvaro de Campos são os rostos, as máscaras mais conhecidas desse universo dramático...
      Ver mais

    • Vendido pela Fnac  5,94 €
    • 1 novo desde 6,60 €  
    • Todas as ofertas
      • 6,60 € Custos de envio +2,99 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        Gomes Books
        (2095)
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição Poesias - Heterónimos

    Metas Curriculares de Português
    Leitura obrigatória para o 12.º ano de escolaridade

    Torno-me eles e não eu - é deste modo que Pessoa reconhece a sua personalidade múltipla. A par desta personalidade, a sua escrita caracteriza-se pela pluralidade e diversidade; é uma escrita de inúmeros rostos e temas diferentes, de "outros eus", a quem o poeta atribui uma personalidade e vida próprias.

    Os heterónimos Alberto Caeiro, o mestre, Ricardo Reis e Álvaro de Campos são os rostos, as máscaras mais conhecidas desse universo dramático pessoano: um inocente guardador de rebanhos, um sereno pensador clássico e um efusivo engenheiro da era moderna. Cada um tem uma voz distinta, mas em todos ecoa a voz de Pessoa, ele mesmo.

    Características detalhadasPoesias - Heterónimos

    OUTRAS OBRAS de Fernando Pessoa

    Ver também