Rei Capitão Soldado Ladrão

Jorge Molder (Autor) Lançado em fevereiro de 2014 Edição em Português
    Rei Capitão Soldado Ladrão_0
    Rei Capitão Soldado Ladrão
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento fevereiro 2014
      Editor Documenta

      Ver todas as características

    • "Rei Capitão Soldado Ladrão" é o catálogo da exposição com o mesmo nome realizada no âmbito da atribuição a Jorge Molder do Prémio Fundação EDP/Arte 2010, apresentada pela Fundação EDP e o Museu Nacional de Arte Contemporânea no Museu do Chiado de 28 de Novembro de 2013 a 23 de Fevereiro de 2014. Jorge Molder (Lisboa, 1947), escritor e fotógrafo, tem formação académica em Filosofia pela Universidade Clássica de Lisboa. Fez parte dos quadros da Fundação Calouste Gulbenkian como assessor, desde 1990. A partir de 1994 foi... Ver mais

    • Vendido pela Fnac  35,10 €
    • 1 novo desde 36,34 €  
    • Todas as ofertas
      • 36,34 € Custos de envio +4,44 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        Imosver
        (7826)
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição Rei Capitão Soldado Ladrão

    "Rei Capitão Soldado Ladrão" é o catálogo da exposição com o mesmo nome realizada no âmbito da atribuição a Jorge Molder do Prémio Fundação EDP/Arte 2010, apresentada pela Fundação EDP e o Museu Nacional de Arte Contemporânea no Museu do Chiado de 28 de Novembro de 2013 a 23 de Fevereiro de 2014.

    Jorge Molder (Lisboa, 1947), escritor e fotógrafo, tem formação académica em Filosofia pela Universidade Clássica de Lisboa. Fez parte dos quadros da Fundação Calouste Gulbenkian como assessor, desde 1990. A partir de 1994 foi director do Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão. Como fotógrafo, Jorge Molder tem um muito relevante percurso nacional e internacional. Foi artista convidado na Bienal de São Paulo em 1994 e representou Portugal na Bienal de Veneza em 1999. Em 2007 ganhou o prémio AICA e, em 2010, o Grande Prémio EDP/Arte.

    «A obra de Jorge Molder tem-se construído, ao longo de várias décadas, através de imagens pensadas como séries, evidentes narrativas temático-visuais, carregadas de referências literárias, filosóficas, cinéfilas, sempre absorvidas pelo espaço-tempo individual do autor. No contexto do grupo de obras que vimos destacando, cada uma convive com a realidade exterior (não artística) de outros escritórios e de outros apartamentos; e também com as suas escadas escuras e elevadores envelhecidos, com sons mecânicos e humanos que neles vibram; e também com as ruas lá fora, com a luz coada das portadas e as sujas passagens entre saguões, com o bater das asas dos pombos nos beirais; e ainda com o sentir das sombras de quem sobe e de quem desce, com o ir sabendo os nomes de quem morre e de quem chega de novo para se sentar numa cadeira vazia ou numa cama lavada – dia após dia, ano após ano, até tudo se esvaziar e encher outra vez. É pela sua capacidade de serem exercícios pessoais e espelho de realidades universais que estes catálogos de obsessões tão bem nos servem.»
    João Pinharanda, «A Vida: Modo de Usar», "Rei Capitão Soldado Ladrão"

    Características detalhadasRei Capitão Soldado Ladrão

    • Autor Jorge Molder
    • Editor Documenta
    • Data de lançamento fevereiro 2014
    • EAN 978-9898566362
    • ISBN 9789898566362
    • Dimensões 19 x 29 cm
    • Nº Páginas 320

    OUTRAS OBRAS de Jorge Molder

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES Rei Capitão Soldado Ladrão

    Condições de Utilização

    Ver também