Retratos de Álvaro Cunhal

Vários (Autor) Vários (Autor) Edição em Português
    Retratos de Álvaro Cunhal_0
    Retratos de Álvaro Cunhal
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Editor Afrontamento
    • O livro «Retratos de Álvaro Cunhal» resultou de um projecto do editor José da Cruz Santos, com arranjo gráfico de Armando Alves. Quase meia centena de artistas e intelectuais aceitaram dar testemunhos que ficaram no livro. O escritor e jornalista sabugalense Manuel António Pina foi um dos apresentaram o seu testemunho acerca do falecido líder comunista. «Um homem tem três metros de altura», é o título do texto de Pina, numa evocação de um filme de Martin Ritt sobre o tamanho da dignidade. No testemunho afirma ter partilhado... Ver mais

    • 1 novo em Marketplace desde 28,27 €  
    • 28,27 €

      Disponível

      Envio com Tracking : 3,50 €

      Envio Contra Assinatura : 4,79 €

      Gomes Books
      (Vendedor profissional)
      11974 venda(s)
      Estado do produto
      Novo
      País de expedição
      Portugal Continental
      Prazo médio de entrega
      Entre 2 e 3 dias úteis
      Taxa de aceitação
      99,76%
      Todas as ofertas
      • 28,27 € Custos de envio +3,50 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        Gomes Books
        (11974)
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • Levantamento
      gratuito em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Devoluções
      gratuitas em loja

    Avaliação da FNAC

    O livro «Retratos de Álvaro Cunhal» resultou de um projecto do editor José da Cruz Santos, com arranjo gráfico de Armando Alves. Quase meia centena de artistas e intelectuais aceitaram dar testemunhos que ficaram no livro. O escritor e jornalista sabugalense Manuel António Pina foi um dos apresentaram o seu testemunho acerca do falecido líder comunista. «Um homem tem três metros de altura», é o título do texto de Pina, numa evocação de um filme de Martin Ritt sobre o tamanho da dignidade. No testemunho afirma ter partilhado algumas das convicções de Cunhal e ter discordado de muitas outras, ao ponto de não terem estado do mesmo lado sem que estivessem em lados opostos. Manuel António Pina confessa que se a sua admiração por Álvaro Cunhal o conduz facilmente à melancolia, e a «desejar absurdamente que homens assim, do mesmo intransigente tamanho por fora e por dentro, renasçam, seja lá de que lado for». José Saramago, por sua vez, diz que ocasionalmente «não esteve de acordo com o secretário-geral que ele foi, e disse-lho. A esta distância, porém, já tudo parece esfumar-se, até as razões com que, sem resultado que se visse, nos pretendíamos convencer um ao outro. O mundo seguiu o seu caminho e deixou-nos para trás», registou o Nobel da Literatura, que também é militante comunista. Já o ensaísta Eduardo Lourenço escreveu um texto intitulado «A Morte de um Comunista», onde evoca o funeral do velho secretário geral do PCP, para recordar que Álvaro Cunhal apreciaria pouco que se falasse da sua morte nos termos publicitários que a imprensa reserva aos grandes deste mundo. Era esse o ideário de Cunhal, «que lhe exigiu o sacrifício do seu destino meramente individual» em defesa «dos interesses de uma condição e de uma classe que não eram as suas, mas com as quais se iria identificar totalmente» - a classe operária. O livro inclui também poemas de alguns autores, como Manuel Gusmão, Maria Teresa Horta e Y.K. Centeno. Também contém uma fotografia de Eduardo Gageiro e retratos de diversos artistas.

    Opiniões dos nossos clientes Retratos de Álvaro Cunhal

    Sê o primeiro a dar
    a tua opinião sobre este produto

    Dar opinião ✔ A tua opinião foi gravada

    Características detalhadas

    Editor

    Afrontamento

    EAN

    978-9723610277

    ISBN

    9789723610277

    Dimensões

    23,5 x 26 cm

    Nº Páginas

    328

    Encadernação

    Capa mole