Singularidades de Uma Rapariga Loura

    Singularidades de Uma Rapariga Loura_0
    Singularidades de Uma Rapariga Loura
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Editor Sopa de Letras

      Ver todas as características

    • Escrito em 1873 e publicado em 1901 num volume de contos do autor, "Singularidades de Uma Rapariga Loira" é geralmente apresentado como o primeiro conto realista em português e uma das obras-primas de Eça de Queiroz. Nele se conta a história do amor de um jovem honesto e trabalhador, Macário, por Luísa, uma rapariga loira de «carácter louro como o cabelo - se é certo que o louro é uma cor fraca e desbotada: falava pouco, sorria sempre com os seus brancos dentinhos, dizia a tudo "pois sim"; era muito simples, quase... Ver mais

    • 4,95 €
      4,46 €

      Stock esgotado

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial Singularidades de Uma Rapariga Loura

    • Vantagem Aderente: 10% Desconto imediato
    10% desconto imediato em livros
    O Cartão Fnac dá-te 10% desconto imediato sobre o preço de editor, não acumulável com outras promoções.

    Descrição Singularidades de Uma Rapariga Loura

    Escrito em 1873 e publicado em 1901 num volume de contos do autor, "Singularidades de Uma Rapariga Loira" é geralmente apresentado como o primeiro conto realista em português e uma das obras-primas de Eça de Queiroz. Nele se conta a história do amor de um jovem honesto e trabalhador, Macário, por Luísa, uma rapariga loira de «carácter louro como o cabelo - se é certo que o louro é uma cor fraca e desbotada: falava pouco, sorria sempre com os seus brancos dentinhos, dizia a tudo "pois sim"; era muito simples, quase indiferente, cheia de transigências». Macário apaixona-se por essa rapariga aparentemente dócil, etérea e sem vontade própria, a ponto de sair de casa do tio Francisco, para quem trabalhava como escriturário, e ir até Cabo Verde em negócios, só para merecer casar com ela. No entanto, Luísa é de facto uma rapariga loura e singular…

    Características detalhadasSingularidades de Uma Rapariga Loura

    OUTRAS OBRAS de Eça de Queirós

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES Singularidades de Uma Rapariga Loura

    Condições de Utilização