Um Céu Demasiado Azul

Francisco José Viegas (Autor) Edição em Português
    Um Céu Demasiado Azul_0
    Um Céu Demasiado Azul
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Editor Edições Asa
      Coleção Finisterra

      Ver todas as características

    • Um homem é encontrado morto no porta-bagagens do seu próprio carro, dois dias depois de ter regressado do México e de Cuba. As investigações, dirigidas por um inspector da Polícia Judiciária do Porto, apontam uma pista — uma artista de strip-tease que actua na província, de vila em vila, de cidade em cidade. Porém, por detrás deste homem e desta mulher, cruzam-se os destinos que arrastam consigo a memória de paixões nunca resolvidas nem consumadas, um Portugal medíocre, novo-rico e hipócrita. É uma história de coincidências... Ver mais

    • Vendido pela Fnac  
    • 1 novo desde 4,90 €  
    • 4,90 €

      Disponível

      Envio normal : 2,99 €

      Envio com Tracking : 3,50 €

      Envio Contra Assinatura : 4,79 €

      Gomes Books
      (Vendedor profissional)
      4517 venda(s)
      Estado do produto
      Novo
      País de expedição
      Portugal Continental
      Prazo médio de entrega
      Entre 2 e 3 dias úteis
      Taxa de aceitação
      99,34%
      Todas as ofertas
      • 4,90 € Custos de envio +2,99 €
        Disponível
        Novo
        Pro
        Gomes Books
        (4517)
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    Descrição Um Céu Demasiado Azul

    Um homem é encontrado morto no porta-bagagens do seu próprio carro, dois dias depois de ter regressado do México e de Cuba. As investigações, dirigidas por um inspector da Polícia Judiciária do Porto, apontam uma pista — uma artista de strip-tease que actua na província, de vila em vila, de cidade em cidade. Porém, por detrás deste homem e desta mulher, cruzam-se os destinos que arrastam consigo a memória de paixões nunca resolvidas nem consumadas, um Portugal medíocre, novo-rico e hipócrita. É uma história de coincidências e de azar, esta que leva Jaime Ramos e Filipe Castanheira (a dupla de investigadores que acompanha os anteriores livros de Francisco José Viegas) a procurar não o autor de um homicídio, mas os sinais do desaparecimento, do abandono, da mentira e da solidão.

    Características detalhadasUm Céu Demasiado Azul

    OUTRAS OBRAS de Francisco José Viegas

    Ver também