Viagem a Itália

Johann Wolfgang von Goethe (Autor) GOETHE, JOHANN WOLFGANG (Autor) Lançado em janeiro de 2016 Edição em Português
    Viagem a Itália_0
    Viagem a Itália
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento janeiro 2016
      Editor Bertrand Editora

      Ver todas as características

    • Obra escrita a partir dos diários de Goethe, "Viagem a Itália" é, como o próprio nome indica, uma descrição da viagem que o autor empreendeu a Itália, entre 1786 e 1788, e que constituiu uma peça marcante no seu percurso estético e filosófico.
      “Quando, em 3 de Setembro de 1786, Goethe não regressa das termas de Karlsbad a Weimar, mas, em vez disso, parte em segredo e incógnito para Itália, está apenas a levar à prática uma decisão pessoal adiada e um imperativo cultural de que nenhum homem de letras, intelectual ou artista...
      Ver mais

    • 17,70 € 15,93 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial Viagem a Itália

    • PROMOÇÃO EXCLUSIVA ONLINE
    PROMOÇÃO EXCLUSIVA ONLINE: 10% Desconto Imediato em Todos os Livros.
    Promoção válida de 6 a 31 de março de 2020 em Fnac.pt.
    Aplicável nos artigos vendidos pela Fnac.pt (exclui Marketplace, Kobo, eBooks e Livro Escolar).
    Limitado ao stock existente, não acumulável com outras promoções nem com os 10% desconto imediato em livros para aderentes Cartão Fnac.

    Descrição Viagem a Itália

    Obra escrita a partir dos diários de Goethe, "Viagem a Itália" é, como o próprio nome indica, uma descrição da viagem que o autor empreendeu a Itália, entre 1786 e 1788, e que constituiu uma peça marcante no seu percurso estético e filosófico.
    “Quando, em 3 de Setembro de 1786, Goethe não regressa das termas de Karlsbad a Weimar, mas, em vez disso, parte em segredo e incógnito para Itália, está apenas a levar à prática uma decisão pessoal adiada e um imperativo cultural de que nenhum homem de letras, intelectual ou artista pode prescindir a partir de meados do século XVIII. A Itália tornara-se, para a aristocracia já desde o século XVIII, e para a burguesia culta no seguinte, no objectivo último e incontornável do grand tour europeu”.
    A Itália, para Goethe, simbolizava o sul quente e apaixonado, por oposição a um norte frio e cauteloso, um lugar onde o passado clássico, embora devastado, se mantinha vivo numa sequência de espaços e num inventário de símbolos e de hábitos para os quais procurou significado, redescobrindo-se nas interpretações que foi criando no seu percurso.

    Características detalhadasViagem a Itália

    OUTRAS OBRAS de Johann Wolfgang von Goethe

    Ver também