Vida e Obras de Alberto Caeiro

Teresa Rita Lopes (Editor) LOPES, TERESA RITA (ORG) (Autor) Lançamento a 2 junho 2017 Edição em Português
    • Vida e Obras de Alberto Caeiro_0
    Vida e Obras de Alberto Caeiro
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento 02/06/2017
      Editor Global

      Ver todas as características

    • No dizer de Pessoa: [Alberto Caeiro] “nasceu em Lisboa mas viveu quase toda a sua vida no campo”; “morreram-lhe cedo o pai e a mãe” e, por isso “vivia com uma tia velha, tia-avó”; “não teve mais educação que quase nenhuma, só a instrução primária”. E acrescenta, invejando-lhe seguramente a sorte de não ter sido obrigado, como ele, à escravatura de um ganhã-pão: “Deixou-se ficar em casa, vivendo de uns pequenos rendimentos”. Aduante, comenta: “Pus em Caeiro todo o meu poder de despersonalização dramática.” Para entender a... Ver mais

    • Vendido pela Fnac  19,50 €
    • 1 novo desde 160,60 €  
    • 24,38 € 19,50 €

      Apenas 1 em stock

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial Vida e Obras de Alberto Caeiro

    • Promoção 20º Aniversário Fnac.pt
    PROMOÇÃO 20º ANIVERSÁRIO FNAC.PT: Até 50% de desconto imediato em Tecnologia, Livros e Entretenimento.
    Promoção Exclusiva Online, válida de 11 a 14 de novembro 2019.
    Aplicável nos artigos assinalados e vendidos pela Fnac.pt (exclui Marketplace, eBooks e Pré-Vendas).
    Limitado ao stock existente, não acumulável com outras promoções nem com os descontos Cartão Fnac.
    Artigos de Tecnologia limitados a 2 unidades por NIF.
    Portes Grátis para encomendas de valor igual ou superior a 15€ (exclui Marketplace), válido para entregas em Portugal Continental em 1 dia útil ou levantamento nas lojas FNAC.

    Resumo Vida e Obras de Alberto Caeiro

    Após a edição de Livro (s) do Desassossego, a obra da vida de Fernando Pessoa editada como ele sempre quis, a Global lança em março Vida e obras de Alberto Caeiro, editada também por Teresa Rita Lopes, uma das maiores especialistas no autor português. No dizer de Pessoa: [Alberto Caeiro] "nasceu em Lisboa mas viveu quase toda a sua vida no campo"; "morreram-lhe cedo o pai e a mãe" e, por isso "vivia com uma tia velha, tia-avó"; "não teve mais educação que quase nenhuma, só a instrução primária". E acrescenta, invejando-lhe seguramente a sorte de não ter sido obrigado, como ele, à escravatura de um ganhã-pão: "Deixou-se ficar em casa, vivendo de uns pequenos rendimentos". Aduante, comenta: "Pus em Caeiro todo o meu poder de despersonalização dramática." Para entender a poesia de Alberto Caeiro, um dos heterônimos de Fernando Pessoa, impõe-se integrá-la no projecto pessoano do Neopaganismo Português e dos seus cultores: Ricardo Reis, o poeta, Alberto Caeiro, a sua consubstanciação, segundo declaração de Pessoa, e António Mora, o seu teórico em prosa (sociólogo e filósofo). Os três "livros" de Caeiro, nesta obra considerados e assim por Pessoa chamados e previstos, dão notíca dessa vida sem acontecimentos, excepto a "doença" do espisósio amoroso: o segundo "livro", composto por nove poemas. Também o terceiro "livro", "Andaime – Poemas Inconjuntos", segue, como um diário, a evolução de uma doença, neste caso a tuberculose, que o vitimou. "O título Vida e obras nunca foi usado por nenhum editor. Resgatei os poemas das deformações que têm sofrido e articulei diferentemente os poemas do último "livro", atendendo não às suas datas reais mas à evolução ficcional da vida e obra do Mestre. (Teresa Rita Lopes)

    Mais Informações Vida e Obras de Alberto Caeiro

    No dizer de Pessoa: [Alberto Caeiro] “nasceu em Lisboa mas viveu quase toda a sua vida no campo”; “morreram-lhe cedo o pai e a mãe” e, por isso “vivia com uma tia velha, tia-avó”; “não teve mais educação que quase nenhuma, só a instrução primária”. E acrescenta, invejando-lhe seguramente a sorte de não ter sido obrigado, como ele, à escravatura de um ganhã-pão: “Deixou-se ficar em casa, vivendo de uns pequenos rendimentos”. Aduante, comenta: “Pus em Caeiro todo o meu poder de despersonalização dramática.”

    Para entender a poesia de Alberto Caeiro, um dos heterônimos de Fernando Pessoa, impõe-se integrá-la no projeto pessoano do Neopaganismo Português e dos seus cultores: Ricardo Reis, o poeta, Alberto Caeiro, a sua consubstanciação, segundo declaração de Pessoa, e António Mora, o seu teórico em prosa (sociólogo e filósofo).

    Os três “livros” de Caeiro, nesta obra considerados e assim por Pessoa chamados e previstos, dão notícia dessa vida sem acontecimentos, excepto a “doença” do espisódio amoroso: o segundo “livro”, composto por nove poemas. Também o terceiro “livro”, “Andaime – Poemas Inconjuntos”, segue, como um diário, a evolução de uma doença, neste caso a tuberculose, que o vitimou.

    Características detalhadasVida e Obras de Alberto Caeiro

    CARACTERÍSTICAS DO EBOOK

    QUE FORMATO PARA O MEU EBOOK?

    OUTRAS OBRAS de Teresa Rita Lopes

    OPINIÕES DOS NOSSOS CLIENTES Vida e Obras de Alberto Caeiro

    Condições de Utilização

    Ver também