Leite Derramado

Chico Buarque (Autor) Lançado em março de 2015 Edição em Português
    • Leite Derramado_0
    Leite Derramado
    • Resumo
    • Detalhes do artigo
    • Garanties
    • Acessórios incluídos
    • Data de lançamento março 2015
      Editor Companhia das Letras

      Ver todas as características

    •  Um homem muito velho está num leito de hospital. Membro de uma tradicional família brasileira, ele desfia, num monólogo dirigido à filha, às enfermeiras e a quem quiser ouvir, a história de sua linhagem desde os ancestrais portugueses, passando por um barão do Império, um senador da Primeira República, até o tataraneto, garotão do Rio de Janeiro atual.
      A fala desarticulada do ancião cria dúvidas e suspenses que prendem o leitor. O discurso da personagem parece espontâneo, mas o escritor domina com mão firme as...
      Ver mais

    • Vendido pela Fnac  11,52 €
    • 1 novo desde 14,40 €  
    • 14,40 € 11,52 €

      Em stock online

      Recebe numa morada a partir de 2,50 €

      Em loja

      Levantamento gratuito

      Ver disponibilidade em loja

      Ver todas as opções e detalhes de entrega
    • Satisfeito
      ou reembolsado
    • SPV Fnac
      7 dias por semana
    • Devoluções
      gratuitas em loja
    • Pagamentos
      Seguros
    • Levantamento
      gratuito em loja

    1 oferta especial Leite Derramado

    • PROMOÇÃO FLASH SALES
    PROMOÇÃO FLASH SALES
    Artigo com 20% desconto imediato.
    Consulta a seleção até -70% em artigos de Tecnologia, Livros e Entretenimento.
    Aplicável nos artigos assinalados (exclui Marketplace, eBooks e Pré-Vendas).
    Limitado ao stock existente, não acumulável com outras promoções nem com os descontos Cartão Fnac.
    Artigos de Tecnologia limitados a 2 unidades por NIF.
    A promoção em Livros é exclusiva online.

    Descrição Leite Derramado

     

    Um homem muito velho está num leito de hospital. Membro de uma tradicional família brasileira, ele desfia, num monólogo dirigido à filha, às enfermeiras e a quem quiser ouvir, a história de sua linhagem desde os ancestrais portugueses, passando por um barão do Império, um senador da Primeira República, até o tataraneto, garotão do Rio de Janeiro atual.
    A fala desarticulada do ancião cria dúvidas e suspenses que prendem o leitor. O discurso da personagem parece espontâneo, mas o escritor domina com mão firme as associações livres, as falsidades e os não ditos, de modo que o leitor pode ler nas entrelinhas, partilhando a ironia do autor, verdades que a personagem não consegue enfrentar.
    Tudo, neste texto, é conciso e preciso; como num quebra-cabeça bem concebido, nenhum elemento é supérfluo.

    Resumo Leite Derramado

    Um sucesso no Brasil e em Portugal, o romance venceu o Prémio Portugal Telecom de Literatura e o Prémio Jabuti.

    «Seria até cômico, eu aqui, todo cagado nas fraldas, dizer a vocês que tive berço. Ninguém vai querer saber se porventura meu trisavô desembarcou no Brasil com a corte portuguesa. De nada adianta me gabar de ele ter sido confidente de dona Maria Louca, se aqui ninguém faz ideia de quem foi essa rainha. Hoje sou da escória igual a vocês, e antes que me internassem, morava com minha filha de favor numa casa de um só cômodo nos cafundós.»

    Um homem muito velho espera a morte numa cama de hospital. Membro de uma família tradicional, desfia, num monólogo dirigido a quem quiser ouvir, a história da sua linhagem, desde os antepassados portugueses que desembarcaram no Rio com a corte de Dom João VI ao avô maçom que lutou pelo fim da escravatura. Lalinho evoca com nostalgia o nascimento de berço, a família de bom nome, os chalés e os casarões, para assumir, com humor e amargura, que, entre as paredes de um quarto de hospital, as linhagens não tiram dores.

    Longe dos tempos áureos do chalé de Copacabana, são muitas as figuras que viajam pela cabeça do ancião: o arrogante engenheiro francês Dubosc; a mãe do narrador, que, de tão reprimida e repressora, «toca» piano sem emitir qualquer som; a namorada do neto, com piercings e barriga à mostra. Mas a evocação mais forte é sempre a de Matilde, mulher de «riso contido» e «olhar em pingue-pongue», por quem se apaixonou de imediato e para quem deixou sempre as portas abertas, mesmo depois de esta desistir de vez daquela paixão mal vivida e mal compreendida.

    Toldado pela morfina e interrompido pelos queixumes da doença, o discurso do centenário Lalinho é deliciosamente pleno de omissões e falsidades, dúvidas e mistérios. Vale-nos a ironia do autor, que permite ao leitor entrever as verdades e os não-ditos. Obra de um escritor em pleno controlo da arte narrativa, Leite derramado é uma saga familiar entrelaçada com a história do Brasil dos últimos dois séculos.

    Sobre Leite derramado:
    «Leite derramado é um livro maior, em que Chico Buarque (...) alcança na ficção a mesma potência vernácula e imaginativa de suas melhores canções. Chico Buarque escreveu um romance poderoso sobre o amor e a posse, a memória e a história.»
    Samuel Titan Jr., O Estado de S. Paulo

    «Chico não é só um músico de sucesso que faz literatura. Ele está entre os grandes narradores brasileiros contemporâneos. Leite derramado despeja sobre o leitor, é verdade, uma profunda tristeza. Mas é uma tristeza fértil, que nos ajuda a matizar os grandes actos da história.»
    José Castello, O Globo

    «Leite derramado é um livro divertido, que se lê de um estirão. Sem saudosismo nem adesão subalterna ao que está aí, a invenção realista de Chico Buarque é uma soberba lufada dear fresco.»
    Roberto Schwarcz, Folha de S. Paulo

    «É mais do que um livro, mais do que um romance. É uma radiografia da solidão.»
    Juan Arias, El País

    «A força do romance emana dessas pequenas e subtis estratégias que fazem de Eulálio um personagem forte e simbólico, em tempos de releitura regressiva de nossa história e cultura.»
    Manuel Costa Pinto, Guia da Folha

    «Leite derramado cutuca e devassa com olhar cortante as mazelas da vida brasileira.»
    Eduardo Giannetti, Folha de S. Paulo

    Características detalhadasLeite Derramado

    • Autor Chico Buarque
    • Editor Companhia das Letras
    • Data de lançamento março 2015
    • EAN 978-9898775290
    • ISBN 9789898775290
    • Dimensões 14,5 x 23 cm
    • Nº Páginas 192
    • Encadernação Capa mole

    CARACTERÍSTICAS DO EBOOK

    QUE FORMATO PARA O MEU EBOOK?

    OUTRAS OBRAS de Chico Buarque

    Ver também